Pesquisar

Canais

Serviços

Estevão

Messinho? Abel rejeita apelido e repete fórmula com nova joia do Palmeiras

Flavio Latif - UOL/Folhapress
16 fev 2024 às 11:00
- Fabio Menotti/Palmeiras
Publicidade
Publicidade

Estevão, meia-atacante de 16 anos, viveu sua primeira grande noite com a camisa do Palmeiras ao dar a assistência para Flaco López marcar o gol da vitória contra o São Bernardo, na noite de quinta (15), pelo Campeonato Paulista.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
No próximo fim de semana

Série A do Brasileiro começa com nove campeões estaduais e dois fracassos

Imagem de destaque
Carioca

Flamengo de Tite é campeão com golaço de Bruno Henrique contra Nova Iguaçu

Imagem de destaque
Tubarão

Volante Kady é o novo contratado do Londrina EC

Imagem de destaque
Em Atlanta

Seleção feminina estreia contra Canadá no Torneio SheBelieves neste sábado

No entanto, Abel Ferreira já fez questão de frear a empolgação com o jovem que recebeu o apelido de 'Messinho' quando chegou à base do Cruzeiro em 2017.

Publicidade


"Eles [jogadores mais jovens] vão jogar, e vão jogar mal, mas se calhar já vão dizer amanhã que o Estevão — não é Messinho, já disse que não é Messinho, é Estevão — é o melhor do mundo. Mas depois se ele não fizer um jogo bom... Paciência. É preciso de paciência. Ele tem um potencial imenso, temos que ter cuidado com ele", disse Abel.


"Já são quantos com 16 ou 17 anos [no Palmeiras]?! Parece fácil... É preciso paciência, é um miúdo que tem potencial tremendo. Temos que ter cuidado. Tudo o que está a volta cria uma pressão. Eu admiro muito o jogador jovem brasileiro. Quando eu sei que a família está esperando ser sustentada por aquilo que o jogador fizer. Eu penso 'se minha filha não tirar 10 na escola, eu não tenho comida para comer'. Não sei qual é a pressão de um miúdo de 16 ou 17 anos que tem a família toda dizendo para jogar bem. Eu tento tirar essa pressão deles", disse.

Publicidade


Mesmo após 'desencantar' no Palmeiras, Estevão seguirá planejamento de Abel com jovens da base. Ele seguirá entrando no decorrer das partidas para ir se acostumando ao profissional. Até o momento são apenas quatro jogos com alguns minutos: 12 contra o Cruzeiro, no Brasileirão do ano passado, e no Paulistão deste ano, 6 minutos contra a Inter de Limiera, 28 contra o Red Bull Bragantino, e 25 contra o São Bernardo.


O caminho é o mesmo de Endrick. O atacante que subiu ao elenco principal com 16 anos, mas só se firmou no time titular na arrancada do título brasileiro do no passado -quando já tinha 17. Luis Guilherme, Naves, Fabinho e Garcia foram outros jovens que passaram pelo mesmo processo com Abel.

Publicidade


O jovem é monitorado por gigantes europeus desde a base do Palmeiras. Em 2022, o PSG enviou uma oferta de 80 milhões de euros (cerca de R$ 430 milhões na época) para contratar de uma vez só Endrick e Estevão. A proposta foi recusada pelo Alviverde.


Estevão já afirmou que sonha em jogar o Barcelona, mas o Chelsea quer seduzir o atleta. A pedida do momento é a multa rescisória, que é de 60 milhões de euros, o que significa quase R$ 320 milhões na cotação atual. Desse total, o Verdão tem 70%, com os outros 30% na mão da família do atleta.


Mesmo que seja vendido nos próximos meses, Estevão terá de permanecer no Brasil até a janela de julho de 2025, quando terá os 18 anos necessários para completar uma transferência internacional.


Imagem
Palmeiras poupa de olho no dérbi, e supera apagão e São Bernardo com Flaco
O Palmeiras venceu o São Bernardo por 1 a 0 com um time bem alternativo, na noite desta quinta (15), no estádio 1º de maio, em duelo válido pela 8ª rodada do Campeonato Paulista.
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade