Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Jogos adiantados

Na zona de rebaixamento, Ceni diz que 'vai ficar pior'

LANCEPRESS
28 jul 2013 às 19:17
Publicidade
Publicidade

Após o clássico contra o Corinthians, neste domingo, no Pacaembu, o goleiro Rogério Ceni falou sobre a situação delicada vivida pelo São Paulo atualmente. Questionado sobre a fragilidade do elenco são-paulino e se o time precisa de reforços, Rogério tentou se esquivar, mas deixou claro que espera contratações.

- Cada coisa que eu falo ganha repercussão, como se eu decidisse, mas sou funcionário como os outros. Acho que faltam peças, mas a diretoria deve estar se movimentando - afirmou o capitão tricolor.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O São Paulo chegou ao décimo segundo jogo consecutivo sem vitórias. sendo que vinha de oito derrotas seguidas até o empate no clássico. A equipe agora viaja para a Alemanha, onde disputará a Copa Audi, e com uma certeza: voltará ainda pior na zona do rebaixamento do Brasileirão, situação atestada por Rogério Ceni.

Leia mais:

Imagem de destaque
Mercado da bola

Pressão em Milito atrasa acordo entre Corinthians e Galo por Fausto Vera

Imagem de destaque
Técnico do Bahia

Ceni se rende a 'imparável' Estêvão e compara joia do Palmeiras a Neymar

Imagem de destaque
Veja vídeo:

Fagner renova contrato com o Corinthians por duas temporadas

Imagem de destaque
Veja vídeo

Maurício é apresentado no Palmeiras e revela inspiração em Raphael Veiga


- Com certeza vai voltar pior, com certeza voltaremos na zona do rebaixamento, já era previsível. Há confrontos diretos na parte de baixo, já era previsível. O que nós temos que fazer é parar, pensar e se programar para as 28 rodadas que faltam, para não ficarmos na situação que nos encontramos - analisou o goleiro tricolor.

Com o empate no clássico, o São Paulo chegou a nove pontos ganhos, em 11 jogos, dois a mais do que a maioria dos times. A equipe ficou na 18ª colocação, com dois pontos à frente de Náutico e Portugesa, que dividem a lanterna, com sete pontos. A equipe só volta a campo pelo Nacional no dia 10 de agosto, contra a Portuguesa, no Canindé.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade