Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Série A

Palmeiras aproveita expulsão de Hulk, goleia Atlético-MG e cola em líderes

Flavio Latif - UOL/Folhapress
18 jun 2024 às 08:25
- Cesar Greco/Palmeiras
Publicidade
Publicidade

O Palmeiras goleou o Atlético-MG por 4 a 0, na Arena MRV, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Contra o Botafogo

Palmeiras tem novidades e busca liderança com melhor time da era Abel

Imagem de destaque
Coronado e Garro

Ramón Díaz tem conhecimento prévio para encaixar dupla no Corinthians

Imagem de destaque
Análise

Eficiência ofensiva preocupa e Tite esgota alternativas no Flamengo

Imagem de destaque
Janela de transferência

São Paulo prioriza Thiago Mendes, e velhos conhecidos ampliam leque de volantes

Aníbal Moreno, Piquerez, Estêvão e Flaco López marcaram os gols da partida. O gol do jovem de 17 anos foi o mais bonito da noite. Estêvão desarmou Gustavo Scarpa no campo de ataque, carregou da direita para o meio e chutou forte de canhota no ângulo do goleiro Matheus Mendes.

Publicidade


Com o triunfo, o Alviverde foi 17 pontos, subiu para a 5ª posição e colocou nos líderes. São dois pontos de diferença para o líder Botafogo. O Galo ficou com 13 pontos, agora na 9ª posição. A equipe estava invicta na competição e conheceu a sua primeira derrota.


O Palmeiras volta a campo na quinta-feira (20), às 21h30 (de Brasília), quando recebe o RB Bragantino no Allianz Parque. Já o Atlético-MG visita o Vitória, no Barradão, também na quinta, mas às 18h30.

Publicidade


Atlético-MG e Palmeiras começaram a partida de forma equilibrada. Ambas equipes criaram chances no início do jogo e poderiam ter aberto o placar.


Aos 24 minutos, Igor Rabello afastou mal uma bola na área atleticana e mandou ela no peito de Aníbal Moreno. O argentino dominou e sem deixar a bola cair chutou de perna esquerda — a bola ainda bateu na trave de Matheus Mendes antes de entrar.

Publicidade


O jogo mudou aos 30 minutos. Hulk se envolveu em uma dividida com Zé Rafael na casa dos 30 minutos. O juiz interrompeu o duelo e marcou falta para os mandantes. O camisa 7 tomou amarelo por reclamação e, imediatamente, pediu a justificativa da punição a Rodrigo José Pereira de Lima enquanto encarava, com os braços para trás e foi expulso.


Com espaço, o Palmeiras teve duas grandes chances perdidas por Rony. O goleiro Matheus Mendes fez duas defesas muito importantes.

Publicidade


O técnico Gabriel Milito até tentou ajustar a marcação do Atlético-MG, tirou o zagueiro Igor Rabello amarelado e colocou o meio-campista Alisson. Mas o Galo seguiu dando muitos espaços e o Alviverde aproveitou.


Aos 13 minutos, Zé Rafael disparou pela ponta esquerda inavadiu a área e cortou para trás. O palmeirense foi derrubado com uma rasteira de Saraiva e o árbitro marcou pênalti. Piquerez cobrou pênalti cruzado e mandou no cantinho para ampliar.

Publicidade


No minuto seguinte, Estêvão desarmou Gustavo Scarpa no campo de ataque, carregou da direita para o meio e chutou forte de canhota. O jovem de 17 anos mandou no ângulo e fez o terceiro.


Estêvão, cria do Cruzeiro, pediu silêncio após marcar o gol e deixou os torcedores do Atlético-MG revoltados. Muitos copos de água foram atirados para dentro do campo.

Publicidade


Flaco López aproveitou cruzamento de Vanderlan nos acréscimos e marcou o quarto para selar a goleada.


LANCES IMPORTANTES


Hulk arrisca de longe e quase marca. Aos oito minutos do 1º tempo, o camisa 7 recebeu na intermediária e tentou de muito longe. A bola desviou no zagueiro Naves e passou muito perto do gol de Weverton.
Aníbal Moreno abre o placar para o Palmeiras. Aos 25, o zagueiro Igor Rabello tentou afastar com uma rebatida após ataque palmeirense, mas jogou ela no peito de Aníbal Moreno. O camisa 5 dominou e, sem deixar cair, bateu de perna esquerda para o fundo das redes. A bola ainda bateu na trave de Matheus Mendes antes de entrar.


Hulk é expulso por reclamação. Aos 30, o atacante do Atlético-MG reclamou com o árbitro Rodrigo Jose Pereira de Lima e levou dois cartões amarelos em sequência e foi expulso.


Rony perde grande chance. Aos 43, Estêvão arrancou pelo campo, segurou a passada e deixou Rony na cara do gol. O camisa 10 finalizou cruzado e a bola passou perto da trave.


Matheus Mendes salva o Atlético-MG. Aos 45, Raphael Veiga cruzou pela ponta direita, Rony finalizou de cabeça e o goleiro do Atlético-MG fez grande defesa.


Piquerez converte cobrança de pênalti e amplia para o Palmeiras. Aos 13 minutos, Zé Rafael disparou pela ponta esquerda invadiu a área e cortou para trás. O palmeirense foi derrubado com uma rasteira de Saraiva e o árbitro marcou pênalti. Piquerez bateu cruzado de canhota e fez 2 a 0.


Estêvão faz um golaço e Palmeiras faz 3 a 0. Estêvão desarmou Gustavo Scarpa no campo de ataque, carregou da direita para o meio e chutou forte de canhota. O jovem de 17 anos mandou no ângulo e fez o terceiro.


Flaco López decretou a goleada. Aos 49, o argentino aproveitou cruzamento de Vanderlan e marcou o quarto para definir o placar.


Estádio: Arena MRV, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira e Francisco Chaves Bezerra Junior.
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior.
Cartões amarelos: Hulk, Zaracho e Igor Rabello; Piquerez, Rony, Estêvão, Aníbal Moreno
Cartão vermelho: Hulk e Paulinho
Gols: Aníbal Moreno, aos 24 minutos do 1º tempo, Piquerez, aos 14 minutos do 2º tempo, Estêvão, aos 15 minutos do 2º tempo, e Flaco López, aos 49 minutos do 2º tempo (PAL)


ATLÉTICO-MG
Matheus Mendes; Saravia, Bruno Fuchs, Igor Rabello (Alisson) e Rômulo; Zaracho (Pedrinho), Igor Gomes e Scarpa (Palacios); Paulinho, Cadu e Hulk. T.: Gabriel Milito


PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Murilo, Naves e Piquerez (Vanderlan); Aníbal Moreno (Gabriel Menino), Zé Rafael e Raphael Veiga; Estêvão (Mayke), Lázaro (Fabinho) e Rony (Flaco López). T.: Abel Ferreira


Imagem
Copa América nos EUA aproxima jogadores da seleção do universo de NFL e NBA
A preparação e a disputa da Copa América nos Estados Unidos é a junção de um mundo ideal para alguns jogadores. É onde ficam mais próximos de esportes e um estilo de vida atrelado a ligas como NBA (basquete) e NFL (futebol americano).
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade