Pesquisar

Canais

Serviços

Cesar Greco/Ag.Palmeiras
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Palmeiras encerra passagens frustradas enquanto busca reforços para Mundial

26 dez 2021 às 15:03
Continua depois da publicidade

Depois de um ano vitorioso com o bicampeonato da Libertadores, o Palmeiras trabalha em duas frentes pensando na próxima temporada. Enquanto vai ao mercado da bola atrás de reforços para a disputa do Mundial de Clubes, o clube alviverde tenta resolver a situação de jogadores badalados que não renderam como esperado.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O primeiro deles foi Miguel Borja. Contratado em 2017 com direito a recepção da torcida no aeroporto, o colombiano não conseguiu repetir no Palmeiras o sucesso meteórico que teve no Atlético Nacional, da Colômbia.


Agora, o atacante está a caminho de seu time do coração. O Junior Barranquilla deve desembolsar US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 19,91 milhões, na cotação atual) por 50% dos direitos econômicos do atleta. O valor abate parte do prejuízo com a maior contratação da história palmeirense. Borja foi contratado por US$ 10,5 milhões.


O próximo da lista a sair deve ser Lucas Lima. O Fortaleza tem interesse em renovar o empréstimo do meia, e o Palmeiras não deverá impor dificuldades. O acordo poderá significar o fim da passagem pelo time alviverde, com quem tem contrato com até o fim de 2022.

Continua depois da publicidade


Lucas Lima chegou ao Palmeiras no fim de 2017 como grande contratação depois de não renovar com o Santos. O clube alviverde desembolsou R$ 50 milhões na operação, contando salários, luvas e comissões.


O meia, no entanto, não conseguiu repetir no Palmeiras as boas atuações do Santos. Em 165 jogos, foram 12 gols e 19 assistências. O alto salário fez com que sua saída fosse vista como uma prioridade para Anderson Barros, diretor de futebol.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo