Pesquisar

Canais

Serviços

Entenda

Por que Corinthians usa marca de apostas no sub-17 e outros clubes evitam

Igor Siqueira - UOL/Folhapress
04 abr 2024 às 16:00
- Getty Images
Publicidade
Publicidade

Quando os times de Corinthians e São Paulo se enfileiraram no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil Sub-17, deu para ver a diferença. Ambos têm casas de apostas como patrocinadores máster. Mas só o lado alvinegro do clássico teve a marca estampada no peito. Por quê?

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A raiz disso está no que diz o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).

Leia mais:

Imagem de destaque
Veja a nota do atacante

Gabigol é multado e perde a 10 do Fla após foto com camisa do Corinthians

Imagem de destaque
Sedes

Veja os estádios que receberão jogos da Copa do Mundo feminina 2027

Imagem de destaque
Entenda

Reformulação no Palmeiras contará com reforço de peso e zagueiro talentoso

Imagem de destaque
De acordo

São Paulo: Lucas revela conversa com Zubeldía e onde vai jogar com técnico


Não há um veto expresso ao uso das marcas das casas de apostas nos uniformes dos jogos na base.

Publicidade


Mas "pessoas que apareçam nas publicidades do segmento, praticando apostas, desempenhando papel significativo ou de destaque, deverão ser e parecer maiores de 21 anos de idade", segundo as regras mais recentes.


O Conar diz ainda que "as publicidades de apostas não devem ser inseridas em nenhum canal, programa ou conteúdo de mídia direcionado ou voltado a menores de 18 anos". Isso está em outro trecho do documento de dezembro de 2023.

Publicidade


Os jogadores do sub-17, obviamente, não são e nem aparentam ter mais idade.


Só que em reunião recente com advogados dos clubes, o Conar disse que não via problema na exibição do patrocínio nas camisas. Ainda assim, a maioria dos clubes não exibe os patrocinadores desse segmento.

Publicidade


O Corinthians nesta quarta-feira (3) foi uma exceção e entrou em campo com o Vai de Bet no peito -e com outros patrocinadores. O São Paulo é patrocinado pela Superbet, mas usou a camisa "limpa".


POR QUE MUITOS CLUBES NÃO USAM

Publicidade


Cada clube, claro, tem seus acertos individuais com patrocinadores. Mas sobre as casa de apostas, há uma dose de precaução para se proteger de eventuais alterações no entendimento do Conar durante a vigência dos contratos de patrocínio.


"Há clubes que podem ter optado pela retirada do patrocínio máster de categorias de base, independentemente de haver argumentação no sentido de que ele seria possível, porque há espaço para que essa interpretação se altere ao longo dos próximos passos da regulamentação. Uma avaliação mais conservadora recomendaria que, nesse momento, essas propriedades não fossem incluídas no pacote de negociação dos clubes. É para evitar discussão futura que dê causa a uma eventual diminuição ou rompimento do contrato", disse a advogada Danielle Maiolini, do escritório CSMV, que presta serviço ao Palmeiras, por exemplo, e está ativo na Libra.

Publicidade


A permissão do Conar para o uso foi vista pelos clubes como uma medida de meio-termo para não atrapalhar a validade dos patrocínios.


O que a legislação veta, de fato, é que haja apostas em jogos de campeonatos de base. Isso está expresso na lei que regulamenta a atividade das casas de apostas no Brasil.

Publicidade


Ou seja, os eventos e resultados das partidas da Copa do Brasil Sub-17, por exemplo, não podem ser alvo de apostas. Por mais que a Vai de Bet tenha aparecido na camisa do Corinthians. O jogo terminou 0 a 0.


QUANTO CUSTA O PATROCÍNIO?


As casas de apostas tomaram conta dos espaços mais nobres e valiosos dos patrocínios no futebol brasileiro.


No caso do Corinthians, a informação é que o contrato com a Vai de Bet gere R$ 120 milhões por ano.


No São Paulo, a Superbet paga R$ 52 milhões fixos. Com variáveis, isso pode chegar a R$ 75 milhões.


Imagem
Corinthians resgata jogadores após período livre, mas não encontra soluções
O Corinthians não encontrou soluções durante o período livre para treinamentos e jogou mal no empate por 1 a 1 com o Racing-URU, nesta terça-feira (2), no Estádio Centenário, pela estreia na Sul-Americana
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade