Pesquisar

Canais

Serviços

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Brasileiro

Renato Augusto desequilibra na meia e Corinthians derrota o Cuiabá

14 nov 2021 às 10:52
Continua depois da publicidade

Escalado como centroavante em jogos anteriores, Renato Augusto usou a partida contra o Cuiabá para mostrar que sua posição é a meia. O armador fez um golaço e foi o melhor em campo na vitória do Corinthians por 3 a 2, neste sábado (13), na Neo Química Arena.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

A escolha do técnico Sylvinho de colocá-lo no comando do ataque contra o Atlético-MG na última quarta-feira (10), gerou críticas. O time perdeu por 3 a 0 e foi dominado pelo adversário no Mineirão.


Neste sábado, o treinador escolheu Jô como referência na frente e devolveu o meia à sua posição natural. E ele foi o principal foco da equipe que, com a vitória, se manteve na zona de classificação para a Libertadores de 2022, com 50 pontos, na 5ª posição do Campeonato Brasileiro.


"Às vezes, o jogo te pede algumas situações. Temos de atuar de acordo com a que a partida pede. Vindo mais de trás me sinto melhor, mas eu quero ajudar", disse Renato Augusto após a partida.

Continua depois da publicidade


Foi uma noite de belos gols na arena em Itaquera.


O Corinthians controlou o primeiro tempo, mas não foi para o intervalo em vantagem. Especialmente nos primeiros 20 minutos, os donos da casa não deram chance ao Cuiabá. Abriram o placar com cabeçada de Giuliano aos 2 minutos e poderia ter anotado outros. O mesmo atacante quase fez outros.


Aos poucos, os visitantes começaram a sair mais para o ataque, mas sem criar grandes oportunidades.
Bem posicionado em campo, o Corinthians só não contava que Pepê chutaria de primeira uma bola que sobrou na entrada da área e acertaria o ângulo de Cássio no último lance antes do intervalo.


Todas as vezes em que a bola caía nos pés de Renato Augusto, o jogo do alvinegro ganhava velocidade. E foi ele quem desempatou, com um arremate de fora de área, com categoria, acertando quase o mesmo local que Pepê pelo Cuiabá, que havia pago R$ 500 mil para poder escalar o goleiro Walter. Ele ainda pertence ao Corinthians. Mas não havia nada que ele pudesse fazer.


O mesmo aconteceu pouco depois, quando Roger Guedes finalizou à queima-roupa de dentro da área para anotar o terceiro que parecia definir a vitória alvinegra. Mas Sylvinho decidiu tirar Renato Augusto, o Corinthians freou o ímpeto ofensivo e o resultado ficou a perigo.


O Cuiabá fez o segundo com o Paulão e criou duas grandes oportunidades para empatar. Não o fez por falta de precisão de Clayson e porque Max se recusou a fazer o passe quando tinha a bola dominada dentro da área.


FICHA TÉCNICA


Corinthians 3 x 2 Cuiabá
Data: 13/11/2021
Hora: 21h (de Brasília)
Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartões amarelos: Gustavo Mosquito (Corinthians) e João Lucas (Cuiabá)
Gols: Giuliano (Corinthians), aos 3 minutos, e Pepê (Cuiabá), aos 46 minutos do 1º tempo; Renato Augusto (Corinthians), aos 6 minutos, Roger Guedes (Corinthians), aos 12 minutos, e Paulão (Cuiabá), aos 33 minutos do 2º tempo.


CORINTHIANS
Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton (Du Queiroz); Gabriel (Xavier), Giuliano, Renato Augusto (Luan), Gabriel Pereira (Gustavo Mosquito) e Roger Guedes; Jô (Vitinho). Técnico: Sylvinho.

CUIABÁ
Walter; João Lucas (Lucas Ramon), Paulão, Alan Empereur e Uendel; Yuri Lima (Felipe Marques), Camilo (Max) e Pepê; Clayson, Rafael Gava (Uillian Correia) e Jenison (Gustavo Nescau). Técnico: Jorginho.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo