Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Campeonato Brasileiro

Santos é salvo por Bigode e falha bizarra e volta a vencer na Série B

UOL/Folhapress
20 jun 2024 às 08:30
- Raul Baretta/Santos FC
Publicidade
Publicidade

Pressionado pela sequência de resultados negativos que antecedeu a partida, o Santos só respirou tranquilo no fim da partida contra o Goiás, quando marcou os dois gols da vitória por 2 a 0, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira (19). O duelo foi válido pela 11ª rodada da Série B do Brasileiro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Em Miami

Argentina e Colômbia fazem a final da Copa América nos EUA

Imagem de destaque
Final

Favorita, Espanha pode deixar Inglaterra "na seca" na Eurocopa

Imagem de destaque
Revés

Londrina EC perde por 2 a 1 para o Athletic em MG

Imagem de destaque
De dezembro

Eleição gera saídas na cúpula do Flamengo e esquenta bastidores da Gávea

O Santos foi mais intenso no primeiro tempo e teve a melhor chance em um chute de longe de JP Chermont, que Tadeu espalmou. Além disso, Guilherme, de volta aos titulares, deu trabalho à defesa do Goiás, que contou com uma linha de cinco muito bem postada.

Publicidade


No segundo tempo, quando o Goiás era melhor no jogo, Tadeu marcou contra, em um lance bizarro. Depois, Willian Bigode deu números finais à partida.


Com a vitória, o Santos chegou a 18 pontos e voltou ao G-4, de forma provisória. O time é o quarto colocado, mas pode cair na tabela no complemento da rodada

Publicidade


O Goiás, estacionado nos 18 pontos, perdeu a posição para o próprio Santos. Agora, o time esmeraldino é o sexto.


O Santos volta a campo na próxima terça-feira (25), quando encara o Mirassol. O duelo, no interior de São Paulo, está marcado para 19h (de Brasília).

Publicidade


O próximo compromisso do Goiás é um clássico contra o Vila Nova. As equipes duelam no próximo domingo (23), às 18h30 (de Brasília).


O Santos buscou o campo de ataque desde o início, mas parou em uma escalação bastante defensiva do Goiás, com uma linha de cinco à frente da área. Assim, o Peixe teve dificuldades para entrar na área, mas conseguiu ser perigoso em alguns arremates de fora da área. Os visitantes, por sua vez, não finalizaram ao gol nenhuma vez nos 45 minutos iniciais.

Publicidade


Guilherme foi a principal válvula de escape do Santos e participou dos lances perigosos. Aos 6 minutos, ele recebeu de João Schmidt na esquerda, cortou para o meio e bateu forte, mas a bola subiu demais. Aos 21', ele acionou Escobar pela esquerda. O lateral cruzou na segunda trave, mas Pedrinho, livre, mandou para fora.


A melhor oportunidade de toda a primeira etapa foi no último minuto. JP Chermont recebeu pela direita e, próximo à área, arriscou. Tadeu se esticou todo e fez uma linda defesa.

Publicidade


Ainda com a posse de bola e tomando a iniciativa no campo de ataque, o Santos criou um cenário de jogo parecido com o da primeira etapa no início do segundo tempo, em que o time tinha dificuldades para furar a retranca de um Goiás que não respondia. Apesar de pressionar nos 15 minutos iniciais e rondar a área esmeraldina, o Santos não ameaçou o gol de Tadeu. Aos poucos, a pressão foi diminuindo.


A partir dos 20 minutos, o Goiás mudou de postura e, com contragolpes rápidos, criou as melhores chances do jogo até então. As entradas de Douglas Borel e Pedrinho, atacantes rápidos, contribuíram para esta mudança na partida.

Publicidade


Substitutos tiveram chances claras de abrir o placar para o Goiás na Vila. Aos 21', Douglas Borel foi lançado em velocidade, conduziu pela direita, invadiu a área e bateu na saída de Brazão. A bola saiu raspando a trave e assustou. Três minutos depois, Paulo Baya cruzou rasteiro, a bola passou por toda a área e, livre, Pedrinho furou na hora de completar para as redes.


O goleiro do Goiás entregou um gol para o Santos aos 35 minutos do segundo tempo. Em uma bola rebatida para cima, Tadeu tentou afastar a bola de soco, mas mandou para trás, e viu a redonda entrar devagar no gol.


Cinco minutos depois, Willian Bigode garantiu a vitória para o Santos. O jogador recebeu na intermediária, arrancou com liberdade e bateu colocado para marcar o gol da vitória.


Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data e horário: 19 de junho de 2024 (quarta-feira), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo José Pereira de Lima
Cartões amarelos: Escobar (SAN); Luiz Henrique e Lucas Ribeiro (GOI)
Cartão vermelho: Lucas Ribeiro (GOI)
Gols: Tadeu (contra), aos 35', e Willian Bigode, aos 40 minutos do segundo tempo


SANTOS
Gabriel Brazão; JP Chermont (Hayner), Joaquim, Gil e Escobar (Rodrigo Ferreira); João Schmidt e Diego Pituca; Pedrinho (Otero), Giuliano (Serginho) e Guilherme; Julio Furch (Willian Bigode). T.: Fabio Carille


GOIÁS
Tadeu; Diego (Douglas Borel), Lucas Ribeiro, David Braz, Édson e Luiz Henrique; Wellington (Nathan Melo), Marcão (Juninho), Welliton (Pedrinho) e Paulo Baya; Breno Herculano (Denzel). T.: Marcio Zanardi


Imagem
Seleção usa saliva para monitorar hidratação e tem estratégia contra calor
A seleção brasileira adquiriu um novo equipamento e tem uma estratégia definida contra o forte calor que vai enfrentar nos Estados Unidos durante a Copa América.
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade