Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
É São João!

Pratos típicos de festa junina para consumir sem prejudicar a saúde

Redação Bonde com Assessoria
22 jun 2017 às 14:35
Continua depois da publicidade

Com a chegada das festas juninas e suas comidas típicas, surgem as tentações e o dilema de como desfrutar a variedade de alimentos sem prejudicar uma dieta equilibrada. Se você não quer se privar de experimentar essas delícias, a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Cintya Bassi, explica os benefícios e malefícios dos alimentos característicos dessa época.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

As opções mais calóricas são as que possuem maior quantidade de açúcar e gordura. "Há receitas disponíveis que substituem o açúcar por adoçante, como paçoca, doce de abóbora e bolos, tornando os alimentos menos calóricos", explica a nutricionista do São Cristóvão.

Continua depois da publicidade


Amendoim
A principal característica do amendoim é ser fonte de ácidos graxos monoinsaturados, gorduras boas que contribuem para reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL), além de diminuir a oxidação celular. Também há fibras que auxiliam o funcionamento intestinal e prolongam a sensação de saciedade. Contém ainda outros nutrientes como ferro, fósforo e potássio.


No entanto, é um alimento de alta densidade calórica, contendo cerca de 550 calorias na porção de 100g, e, muitas vezes, é torrado com sal, devendo ser consumido com moderação.


Paçoca
A paçoca é basicamente a mistura entre amendoim e açúcar, por isso não devem fazer parte de uma dieta habitual. Porém, atualmente, já encontramos versões light que oferecem, além do sabor, mais saúde ao organismo.

Continua depois da publicidade


Doce de abobora
A abóbora é um vegetal muito rico em nutrientes. Estudos indicam que o consumo dessa fruta está associado à redução de alguns tipos de câncer e problemas cardiovasculares, além de conferir proteção à visão, devido a quantidade de vitamina A. O que ocorre com o doce de abóbora é o mesmo que acontece com a paçoca: acrescenta-se açúcar, o que potencializa o depósito de gordura nas células.


Quentão
A bebida típica possui boas propriedades, como o gengibre, que entre outras coisas fortalece o sistema imunológico. Porém, o álcool e o açúcar também estão presentes na preparação. Se possível, opte pela versão sem álcool, o que diminui a oferta calórica, mas ainda assim deve ser consumido com moderação.


Cachorro quente
Mais um alimento que deve ser evitado ou consumido com moderação, pois seu ingrediente principal, a salsicha, é uma fonte importante de gordura saturada, que estimula o aumento de colesterol LDL e aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Além disso, possui alta concentração de sódio, corantes e conservantes.


Milho
É um cereal rico em carboidratos e outros nutrientes, como vitamina B1 e B2, vitamina E e fibras. Também apresenta dois importantes antioxidantes que contribuem para a saúde da visão: zeaxantina e luteína. O alimento in natura é saudável, porém devemos evitar acrescentar sal e margarina ou manteiga.


Bolo de milho
O bolo de milho é mais um alimento que pode ser consumido, porém com moderação, já que possui açúcar e gordura. Além disso, o melhor é preparar o bolo com o alimento in natura.


Pé de moleque
Mesmo caso da paçoca, o amendoim é um alimento nutritivo embora calórico, porém o pé de moleque é muito rico em açúcar. Por isso, deve ser evitado ou consumido com moderação.


Maçã do amor
A melhor opção é sempre consumir a fruta in natura, que é rica em pectina, fibra que auxilia na redução de colesterol. No entanto, a maçã do amor é mergulhada entre outras coisas no açúcar, por isso deve ser consumida com moderação.

Bolo de fubá
O bolo de fubá possui baixo valor nutricional, portanto também deve ser consumido com moderação.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade