23/06/21
PUBLICIDADE

Rosbife clássico pode ser servido quente ou frio

Dê sua nota:
Média:
0 votos
Tempo de preparo
1 h 0 min
Rendimento
Rende
6 porções
Preparo elaborado
Ingredientes
- 1 peça de filé mignon de aproximadamente 1 kg
- 130 g de iogurte grego não adoçado
- 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
- 1 e ½ colher (sopa) de mostarda dijon
- 1 colher (sopa) de azeite de oliva
- 1 colher (sopa) de maionese
- Azeite para fritar a carne
- Sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo
- Limpe a peça de filé mignon em temperatura ambiente com uma faca afiada e use papel toalha para secar

- Tempere com sal e pimenta-do-reino e deixe descansar por cerca de 15 minutos. Pincele a carne com azeite o suficiente para cobrir

- Em uma frigideira grossa e bem quente, doure a peça inteira de carne de todos os lados. Leva cerca de dois a três minutos por lado

- Disponha a carne em uma assadeira, disponha a manteiga sobre a carne e leve ao forno preaquecido a 200º C por 25 a 30 minutos

- Tire do forno e deixe esfriar antes de fatiar

- Molho: misture o iogurte, a maionese, a mostarda e o azeite até ficarem homogêneos. Tempere com sal e pimenta a gosto

Experimente!

Se você é do tipo que não dispensa uma carne vermelha, esteja 40º C ou 10º C, pode se beneficiar da dica hoje, pois vamos falar de carne fria.

Não torça o nariz, pois não se trata daquele pedaço de picanha que esfriou depois de ser assada na brasa e ressecou no balcão. O rosbife é uma preparação que, embora possa ser consumida quente, parece que nasceu para ser servida fria.

Receita clássica da cozinha britânica, o "roast beef" é um dos pratos ícones do país e sua criação vem do século 15, quando grandes pedaços de carne eram assados no espeto sobre uma fogueira por cerca de quatro horas.

Hoje em dia, o modo de fazer mudou. Claro que é possível fazer o rosbife como churrasco, mas o método mais comum é um híbrido entre frigideira e forno. Não há complicações na receita, mas é preciso prestar atenção ao ingrediente para não acabar com uma carne passada de menos ou demais.

O grande truque é selar a peça inteira de filé mignon em uma frigideira bem quente antes de colocar em uma assadeira e levar ao forno –rosbife de lagarto também é sensacional, porém, pede fatias bem finas, por ser uma carne mais dura.

Essa selagem não tem a ver com manter os sucos na carne, mesmo porque o calor alto da panela faz com que a peça perca mais umidade do que se fosse submetida a um fogo mais baixo. A técnica é mesmo empregada para que o rosbife ganhe os deliciosos sabores que só vêm quando se tosta a carne bovina.

O tempo de forno pode variar de acordo com o seu fogão. Se apertar a peça e ela ainda estiver muito macia ou soltando muito líquido e você não gostar de carne mal passada, pode ser interessante deixar alguns minutos a mais.

No entanto, o tradicional rosbife tem, sim, o centro bem rosado. Para quem está novamente fazendo cara de não gosto, lembre-se de que a carne vai ser servida fria. Dessa maneira, terá descansado e não soltará os sucos ao ser fatiada. Em resumo: o rosbife frio se mantém suculento, mas não fica "sangrando".
Fonte da receita: Folhapress
 
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Mais nutritivos

Nutricionista ensina como tornar o sanduíche um alimento saudável

Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados