Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Reforço

A importância das atividades intermodulares nos programas de liderança

Equipe Caput
21 mar 2017 às 10:35
Continua depois da publicidade

Você que acompanha o Canal Mundo Corporativo há algum tempo já aprendeu que o sucesso na formação de novos líderes ou no desenvolvimento dos profissionais que ocupam posições de gestão nas empresas depende de planejamento, organização e facilitadores competentes. Mas talvez ainda não tenha se atentado para um erro bastante comum nos programas de treinamento compostos por vários módulos: a falta de conexão entre eles. Outro problema é que, quando um novo assunto é estudado, o tema do encontro anterior simplesmente "morre".

Leia mais sobre o assunto Liderança no blog da Caput.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Para evitar que isso ocorra e conseguir o máximo aproveitamento das lideranças é preciso desenvolver algumas atividades intermodulares. Ou seja, designar tarefas a serem cumpridas no intervalo entre os encontros presenciais, que abordem o tema já estudado e também ajudem a introduzir o próximo assunto aos participantes, a fim de que estes cheguem mais preparados ao novo módulo. Em resumo, é importante haver uma conexão, um sentido entre os conteúdos.

Continua depois da publicidade


Imagine, por exemplo, que você organizou um Programa de Liderança, mas colocou os cursos de "Foco em Resultados" e "Gestão de Conflitos" um na sequência do outro. Como você faria a conexão entre esses dois temas? Difícil, não é mesmo? Muito diferente se você tivesse optado por falar primeiro sobre "Desenvolvimento de Equipes" e, logo em seguida, de "Gestão de Conflitos". Fica muito mais fácil fazer uma ligação entre os dois assuntos. Entende a importância de planejar a sequência dos módulos de treinamento?


Agora que você compreendeu como organizar o programa deve estar se perguntando: "Que tipo de atividade posso aplicar entre um módulo e outro?". Bom, existem inúmeras opções, como:

Continua depois da publicidade


- determinar que sejam feitas reuniões em grupo – com até cinco líderes cada um – para conversarem sobre como estão aplicando o conteúdo aprendido em sala;
- destacar um livro inteiro ou páginas dele para que todos os participantes leiam;
- solicitar que assistam um filme;
- incentivar a implantação de uma nova ferramenta na rotina de trabalho;
- aplicar questionários, etc.


O que importa, de verdade, é fazer com que os gestores dediquem tempo fora da sala de aula para absorver o aprendizado. Para isso, atente-se aos seguintes pontos:


– O momento adequado. Vale lembrar que as atividades intermodulares podem ser realizadas antes dos módulos – como já falamos em um post aqui no blog – para preparar os participantes para o curso, e depois, para reforçar o conteúdo aprendido. Se o treinamento é composto por vários módulos é interessante determinar a execução desse tipo de tarefa tanto antes como depois de tratar de cada tema.


– Não cometa exageros. Evite propor atividades muito exaustivas ou algum tipo de tarefa que o grupo participante não esteja preparado para desempenhar. Numa organização em que os colaboradores têm a cultura de ler bastante, você pode, por exemplo, indicar a leitura e discussão de um livro inteiro. Se os funcionários não costumam ler muito, o ideal é apontar apenas um ou dois capítulos.


– Avalie o contexto. Para a escolha do tipo de atividade, você também deve levar em conta como é a rotina de trabalho dos líderes. Avalie, por exemplo, se eles estão envolvidos em um grande projeto que toma bastante tempo das pessoas. Se este for o caso, o ideal é aplicar tarefas mais leves e simples de serem cumpridas. Caso contrário, os profissionais podem deixá-las de lado e a sua iniciativa irá naufragar.


– Retome o assunto no próximo encontro presencial. De nada adianta você elaborar atividades interessantes e produtivas se, no módulo seguinte do curso, não mencionar absolutamente nada sobre elas. Se isso acontecer, as pessoas sentirão que fizeram um trabalho a mais sem sentido, que perderam tempo. É preciso oferecer um feedback, falar sobre o assunto, promover uma discussão construtiva. E isso deve ser feito logo no início do próximo encontro. Só assim os participantes terão uma experiência completa do tema trabalhado.

Lembre-se de que não é porque os gestores da sua empresa passaram por treinamentos em sala que, necessariamente, conseguirão colocar todo o aprendizado em prática. A sua organização deve promover iniciativas que os ajudem a se desenvolver. Também deve mostrar como aplicar o conhecimento que adquiriram no dia a dia de trabalho. Por isso, não abra mão de um bom planejamento e crie atividades empolgantes e enriquecedoras, que despertem nos participantes a vontade de aprender e de tirar o conteúdo do papel.


Continue lendo