Pesquisar

Canais

Serviços

- Gustavo Carneiro/Equipe Folha
Continua depois da publicidade
Neste domingo

LEC tem chance de fazer história na capital

Rafael Souza - Equipe Folha
19 abr 2015 às 10:32
Continua depois da publicidade

O Londrina joga por um feito histórico hoje na capital. Se conseguir no mínimo um empate contra o Coritiba no segundo jogo da semifinal do Campeonato Paranaense, que começa às 16 horas, no estádio Couto Pereira, o Tubarão alcançará a final do Estadual pela segunda vez consecutiva, algo inédito em sua história de 59 anos.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Tetracampeão paranaense em 2014, o Londrina tem outros dois vice-campeonatos ao longo de sua trajetória, conquistados em 1993 e 1994, mas em ambos as finais foram disputadas no sistema de quadrangular e não no atual, em jogos de ida e volta. Pode ser mais um feito para o técnico Claudio Tencati e boa parte dos jogadores, que permaneceram da campanha do ano passado e tiraram o LEC de uma fila de 22 anos sem um troféu do Estadual da primeira divisão.

Continua depois da publicidade


Para sair de Curitiba novamente com a vaga na final, o técnico Claudio Tencati quer seu time totalmente concentrado apenas no jogo e alheio a todo o clima de rivalidade que envolve o confronto, fortalecida depois das acusações de lado a lado após o jogo da ida em Londrina. "O Coritiba pode encher o Couto Pereira, mas lá dentro são onze contra onze e com o mesmo propósito, que é vencer", reforçou o treinador alviceleste.


O Tubarão não tem dado muita sorte quando enfrenta o rival desta tarde, em sua casa. Desde 1994, o LEC não sabe o que é vencer o Coxa na capital. Um tabu que aparentemente não incomoda nem treinador nem jogadores. Mas a lição dos últimos duelos lhes deixou uma receita que está bem estudada na cabeça de cada um. Mais do que nunca é hora de apostar na melhor defesa do campeonato, vazada apenas seis vezes no torneio. Se o goleiro Vítor passar em branco novamente, o Londrina poderá comemorar mais uma classificação histórica.


"Com certeza, vamos encontrar uma equipe motivada e disposta a se classificar. Eles estão em desvantagem e será o segundo tempo de uma partida de 180 minutos. Temos que ter muita tranquilidade e jogar focando a vitória, sem querer ficar administrando apenas", ensinou o goleiro Vítor.

Continua depois da publicidade


O Coritiba se apega ao retrospecto no Couto Pereira, onde não perdeu ainda em 2015, para reverter a vantagem alviceleste. "Nós vencemos todos os jogos no Couto Pereira este ano, quando jogamos ao lado da torcida ficamos ainda mais fortes. Temos totais condições de reverter este resultado", citou o zagueiro Luccas Claro.

Como venceu a primeira partida por 1 a 0, o LEC se classifica hoje com um empate. Vitória simples do Coxa leva a decisão aos penais. Quem passar enfrenta na final, o vencedor de Operário e Foz do Iguaçu, que se enfrentam às 19 horas, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. Na ida, na fronteira, empate em 1 a 1.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade