Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Yakult

Lactobacilos inibem bactéria que causa gastrite

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Bactéria que vive no muco que cobre a superfície do estômago, a Helicobacter pylori foi identificada pela primeira vez em 1899 pelo pesquisador Walery Jaworski, da Universidade Jaguelônica, em Cracóvia (Polônia), quando investigava segmentos de lavagem gástrica de um humano. Redescoberta em 1979 pelo patologista australiano Robin Warren que, em 1981, se uniu a Barry Marshall para dar continuidade às pesquisas, a bactéria foi finalmente identificada como causadora de gastrites e úlceras, o que deu aos dois cientistas o Prêmio Nobel de Medicina em 2005.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A Helicobacter pylori é uma bactéria que infecta o estômago de 50% da população mundial e, além de ser a principal causadora de gastrites e úlceras pépticas, tem sido relacionada com o desenvolvimento de adenocarcinoma gástrico e linfoma da mucosa associada ao tecido. Para encontrar caminhos que possam evitar os prejuízos causados pela bactéria, recentemente as atenções de muitos cientistas estão voltadas às interações Helicobacter pylori com lactobacilos probióticos.

Continua depois da publicidade


Em estudo recente com a administração de leite fermentado Yakult contendo L. casei Shirota em 14 voluntários H. pylori positivos, os pesquisadores D. Sgouras, B. Martinez-Gonzalez, E.Eriotou e A. Mentis, do Laboratório de Microbiologia Médica, Instituto Pasteur Helênico; P. Maragkoudakis, G. Kalantzopoulos e E. Tsakalidou, do Laboratório de Pesquisas em Laticínios, Faculdade de Agronomia de Atenas; K. Petraki, do Laboratório de Patologia, Hospital Hipocrateano; e S. Michopoulos, da Clínica de Gastroenterologia, Hospital Alexandria, em Atenas, na Grécia, observaram uma boa perspectiva de atividade inibitória da atividade anti-H. pylori.


Pesquisadores


Os pesquisadores estudaram o potencial inibitório dos L. casei Shirota isolados a partir do leite fermentado Yakult sobre a H. pylori utilizando métodos de inibição in vitro. Os estudos in vivo foram conduzidos com animais infectados com H. pylori em um período de nove meses com a administração de L. casei Shirota misturado ao suprimento de água de camundongos de seis semanas, infectados previamente com H. pylori. O grupo controle de animais infectados com H. pylori – sem L. casei Shirota – e o grupo não-infectado com L. casei Shirota também foram avaliados. A colonização do H. pylori e o desenvolvimento da gastrite foram analisados em 1, 2, 3, 6 e 9 meses após a infecção.

Continua depois da publicidade


Os cientistas observaram uma significativa redução dos níveis de colônias de H. pylori no antro e na mucosa nos animais tratados com L. casei Shirota, bem como nas culturas viáveis, comparados com os níveis do grupo infectado com H. pylori sem L. casei Shirota. Essa redução foi acompanhada por uma significativa diminuição na inflamação da mucosa observada em todos os períodos do experimento.


A capacidade dos Lactobacillus casei Shirota inibirem o desenvolvimento das colônias de H. pylori e a supressão da inflamação ficaram bastante evidentes nos animais tratados com os probióticos. Este foi o primeiro relato científico de que a administração do L. casei Shirota promoveu a inibição das colônias de H. pylori e a significativa diminuição da gastrite em modelos animais infectados com a bactéria.


Os pesquisadores acreditam que o método da administração contínua dos probióticos através do suprimento de água aos animais, em combinação com as altas concentrações, teve grande influência nos resultados positivos. É concebível que o efeito probiótico das bactérias láticas pode se manifestar se a bactéria for administrada continuamente em doses altas, uma possibilidade clínica que deverá ser testada em experimentos clínicos específicos.

As informações são de Yasumi Ozawa Kimura, farmacêutica-bioquímica e gerente de P&D da Yakult no Brasil.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade