Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Até agosto

Anvisa libera venda excepcional de álcool 70% líquido devido às enchentes no Rio Grande do Sul

Folhapress
11 mai 2024 às 16:32
- Marcello Casal Jr/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou nota, nesta sexta-feira (10), liberando a venda e doação de álcool etílico regularizado na concentração de 70% até agosto deste ano.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Boletim semanal

Saúde registra morte de bebê de nove meses por dengue no Paraná

Imagem de destaque
Cuide-se!

Covid mata mais do que dengue em 2024

Imagem de destaque
O ex-MC Bin Laden

MC Binn diz que vai iniciar um novo tratamento contra ansiedade: 'Se agravou na casa do BBB 24'

Imagem de destaque
Centro-Norte

Apucarana registra aumento de 79% de mortes por doenças respiratórias no primeiro quadrimestre

A permissão tem como objetivo facilitar o acesso a métodos adequados de limpeza e higienização pelas vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul.

Publicidade


A ação excepcional anula, de forma temporária, a resolução anterior que proibia a venda livre de álcool 70% a partir de 30 de abril deste ano. Situação semelhante aconteceu durante a pandemia de Covid.


O álcool líquido 70% para uso profissional continua liberado.

Publicidade


Em 8 de dezembro de 2022, a Anvisa publicou uma nova resolução que permitia a venda livre do álcool 70%, na forma líquida, até o dia 31 de dezembro de 2023. Após esse dia, a venda livre poderia ocorrer até 120 dias depois do término da vigência da RDC para esgotamento do estoque.


Já a nova resolução, publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (10), prevê a venda livre de álcool 70% na forma física líquida, devidamente regularizado na Anvisa até o dia 31 de agosto de 2024.

Publicidade


Segundo o órgão, a medida é "especialmente relevante neste momento", quando muitas pessoas podem não ter acesso a métodos adequados de limpeza, higienização de objetos, antissepsia das mãos e outras ações fundamentais para evitar doenças relacionadas a situações de enchentes.


"É importante ressaltar que os produtos disponibilizados devem estar devidamente regularizados na Anvisa", diz o órgão.


"Além disso, a comercialização desses produtos será permitida até 90 dias após o término da vigência da Resolução", completa.


Imagem
Defesa Civil de Londrina suspende recebimento de doações para o Rio Grande do Sul
A Compdec (Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil) de Londrina reforça que o recebimento de todo tipo de donativos a serem destinados para o Rio Grande do Sul está suspenso até a próxima semana.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade