Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Planejamento familiar

Laqueaduras e vasectomias no SUS dobraram no Paraná em 2023

Redação Bonde com AEN
08 mai 2024 às 16:47
- Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Paraná registrou um aumento de 132% no número de laqueaduras e 110% no de vasectomias realizadas no SUS (Sistema Único de Saúde) em 2023. Em números absolutos, no ano passado foram registradas 11.851 laquaduras e 6.264 vasectomias, em comparação com 5.099 e 2.970 procedimentos, respectativamente, em 2022.


O número de hospiais habilitados pelo Ministério da Saúde para realizar os procecimentos também aumentou, passando de 79 habilitados para realizar em laqueadura em 2022 para 99 em 2023. Já para vasectomia, o númerou subiu de 79 para 98, sem contar os pedidos que estão em processo. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


“O SUS precisa garantir tanto a homens quanto a mulheres o direito básico de cidadania em decidir ter ou não ter filhos. É fundamental que os serviços de saúde ofertem o acesso a ações educativas e meios para evitar ou propiciar uma gravidez, com segurança e de maneira consciente”, afirma o secretário da Saúde, Beto Preto.

Leia mais:

Imagem de destaque
Rivastigmina

Saúde incorpora primeiro medicamento para demência associada ao Parkinson

Imagem de destaque
Inauguração neste sábado

Em Cambé, atendimentos da UBS do Silvino estão interrompidos para mudança de sede

Imagem de destaque
OMS escolhe o dia 24 de junho

No Dia Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos, ortopedistas alertam para riscos de acidentes

Imagem de destaque
Sintomas e recomendações

Anvisa emite informe de segurança sobre reações adversas a cosméticos


Ele lembra que os números de procedimentos cirúrgicos eletivos têm crescido consideravelmente ano após ano no Estado, principalmente após o lançamento do Opera Paraná, maior programa de cirurgias eletivas da história da saúde paranaense, que recebe investimentos de R$ 300 milhões do Tesouro do Estado.

Publicidade


Este aumento também é reflexo da Lei Federal nº 14.443, de 2022, que entrou em vigor em março do ano passado, estabelecendo as condições para esterilização no âmbito do planejamento familiar pelo SUS. As novas orientações incluíram mudanças na idade mínima para solicitação de laqueaduras e vasectomias de 25 para 21 anos, não sendo mais obrigatório o consentimento do cônjuge para o procedimento.


A lei também orienta que a laqueadura pode ser feita de forma eletiva ou durante o parto (se houver solicitação de, no mínimo, 60 dias antes e dependendo da condição clínica da paciente), desde que a mulher tenha capacidade civil plena, pelo menos dois filhos vivos, além de ter passado por aconselhamento por equipe multidisciplinar de saúde.


Dentro das estratégias de planejamento familiar, o Paraná disponibiliza aconselhamento e acompanhamento junto à equipe de saúde, que apresenta métodos e técnicas contraceptivas, com o objetivo de identificar e permitir a escolha pelo método mais adequado para cada pessoa. Os serviços de saúde disponibilizam pelo SUS preservativos (camisinha interna e externa), dispositivo intrauterino (DIU); contraceptivos hormonais injetáveis, contraceptivos orais e contraceptivos de emergência.


Imagem
Na Câmara de Londrina, avançam projetos do Plano Diretor
A Comissão de Justiça, Legislação e Redação da CML (Câmara Municipal de Londrina) marcou para o dia 27 de maio, às 19h, a audiência pública do PL (Projeto de Lei) n° 143/2023, de autoria do Executivo, que trata do Uso de Ocupação do Solo Urbano.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade