Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Saiba mais

Pesquisa da UENP analisa saúde da mulher no Paraná

Reportagem Local
14 jun 2024 às 10:49
- UENP/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Pesquisa desenvolvida na UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná) analisa indicadores e aspectos epidemiológicos da saúde de mulheres paranaenses, a partir de dados do Datasus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde). O objetivo é contribuir para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para a qualidade de vida das mulheres e ações de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de doenças.


O estudo traça um panorama dos 399 municípios do Paraná, aglomerados por macrorregião, combinando diferentes informações, como idade, cor, escolaridade, situação conjugal, renda e local de residência dessa parcela da população.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


PONTOS DE ATENÇÃO

Leia mais:

Imagem de destaque
9,3 milhões sem tratamento

Uma pessoa morre por minuto no mundo por causas relacionadas à aids

Imagem de destaque
Investigação

Atores interpretam médicos para vender produtos que prometem resultados milagrosos, diz Cremesp

Imagem de destaque
Uma em SC

Ministério da Saúde investiga quatro mortes suspeitas de febre oropouche

Imagem de destaque
Melhor resposta epidemiológica

De janeiro a junho, Lacen processa 13.298 amostras de vírus respiratórios


Publicidade

Os dados são coletados desde 2008. As análises epidemiológicas desse estudo científico levantaram quatro pontos principais de atenção. Primeiro, a necessidade de investir na qualidade do exame pré-natal, com a finalidade de atrair mais mulheres para a rede de atenção primária à saúde. É preciso fazer uma busca ativa, facilitar as consultas, os exames e o acesso aos resultados, para que as mulheres não desistam do acompanhamento. O pré-natal é ferramenta importante na prevenção e detecção precoce de patologias tanto da mãe quanto do feto.


O segundo ponto de atenção está relacionado à necessidade de intensificar a prevenção de doenças, principalmente o câncer de colo de útero e o câncer de mama. Nesse contexto, a pesquisa aponta a importância das Unidades Básicas de Saúde em oferecer mais flexibilidade para o agendamento de consultas médicas e exames laboratoriais, com aumento de opções de datas e horários, a fim de favorecer as mulheres que trabalham ou que têm rotina com os filhos.

Publicidade


O terceiro ponto está relacionado ao investimento em capacitação continuada para os profissionais da saúde, pois é preciso saber acolher e atender as necessidades de saúde das mulheres e alimentar de forma correta os bancos de dados dos sistemas de informação.


Por último, é importante investir em educação para conscientizar meninas e mulheres sobre temas como planejamento familiar, prevenção contra infecções sexualmente transmissíveis, gravidez indesejada e combate a abusos e violências.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Projeto de pesquisa da UENP analisa saúde da mulher no Paraná
Estudo da UENP analisa saúde de mulheres paranaenses para desenvolver políticas públicas e melhorar qualidade de vida e prevenção de doenças.
Imagem
Meteoro corta o céu de Maringá durante o dia em evento raro; assista
Moradores de Maringá e região mais atentos ao céu tiveram uma surpresa no início da tarde desta quinta-feira (13), ao verem um raro registro de meteoro cortando o firmamento.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade