Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Spoiler: não

Pode espremer espinha? Veja como lidar com a acne e aprenda a fazer skincare

Vitoria Pereira e Eduardo Marini - Folhapress
12 nov 2023 às 13:00
- Ekaterina Bolovtsova/Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

"Quando comecei a postar, percebi que as pessoas viam como uma coisa de outro mundo. Tem gente que tem nojo e fala: 'Ai, por favor, não passe a sua acne para mim'", diz a estudante de psicologia Melissa Gabriele, 18 anos.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Desde junho, ela publica vídeos em seu perfil do TikTok sobre situações que vivencia por ter pele com acne.

Leia mais:

Imagem de destaque
UNIDADE DO JARDIM DO SOL

Após desabamento de forro, UPA de Londrina pode ser transferida para prédio na Faria Lima durante obras

Imagem de destaque
PARA CRIANÇAS DE 10 E 11 ANOS

Cambé inicia vacinação contra dengue nesta terça-feira (27)

Imagem de destaque
Mais de 58 mil casos no PR

Brasil ultrapassa 650 mil casos de dengue; 94 mortes desde o início do ano

Imagem de destaque
Entenda

'Quadro psicótico', diz Vanessa Lopes ao falar sobre o que a fez sair do BBB

Apesar de as espinhas atrapalharem sua autoestima, ela diz que o maior incômodo é por conta das mensagens que recebe. "São comentários onde a pessoa me trata como se eu fosse um ser humano sujo, como se eu não me cuidasse."

Publicidade


A estudante tem uma rotina diária de cuidados com a pele que inclui lavar o rosto com sabonete seco e o uso de protetor solar. "O tratamento com remédio seria mais eficaz, mas o skincare ajuda bastante e proporciona um efeito calmante no rosto", diz.


Nas idas ao dermatologista, ela recebeu prescrições do medicamento Roacutan (nome comercial da isotretinoína), indicado em casos graves de acne. Mas não topou, já que preço não é acessível: uma caixa custa, em média, R$ 220, e o tratamento envolve o uso de duas a três caixas por mês.

Publicidade


O dermatologista Thiago Cunha afirma que o Roacutan é uma medicação eficaz, pois consegue reduzir a inflamação das lesões de acne e a quantidade de glândulas sebáceas, envolvidas no processo de formação da acne.


No entanto, é contraindicado para gestantes, pois pode levar à má-formação do feto. Se as mulheres optarem por seu uso, devem tomá-lo em conjunto com anticoncepcional. Por esse motivo, Cunha diz que é importante acompanhamento médico.

Publicidade


Rafael Gaspar, 17, sempre cuidou da pele. Por ter diabetes, aprendeu desde pequeno que precisava ter muito controle e atenção com seu corpo.


"A pele pra mim é uma coisa muito importante porque, querendo ou não, todo mundo acaba vendo o meu rosto. Sempre fui muito chatinho em questão de estética, sou meio arrumadinho."

Publicidade


Sua rotina de cuidados com a pele é simples: depois de acordar, usa um sabonete específico para a pele do rosto, lava, espera secar e passa protetor solar.


Durante a tarde, ele dá outra lavadinha no rosto para tirar a oleosidade, desta vez, sem sabonete. Para fechar o dia, ele volta a lavar com sabonete facial e passa hidratante.

Publicidade


Quando as espinhas aparecem, usa pomada para acne e depois um hidratante facial, para não deixar a pele do rosto muito seca.


Segundo ele, alguns amigos ainda têm preconceito com a ideia de cuidar da pele, mas acha que o skincare está se normalizando entre homens.

Publicidade


"Por exemplo, meu pai começou a cuidar de si mesmo, do rosto e tudo mais depois que insisti, que fui falando pra ele sobre. Antigamente, as pessoas achavam normal não se cuidar tanto."


BUSCAS POR SKINCARE EM ALTA


Dados do Google Trends mostram que o interesse de busca por skincare cresceu apenas em 2020, durante a pandemia, e continua em alta desde então - em maio de 2023, o termo atingiu seu pico de pesquisas.

No entanto, o dermatologista Thiago Cunha alerta que há muita desinformação na internet, como por exemplo receitas caseiras sem nenhuma comprovação - tipo passar gelo ou babosa no rosto, exemplos de sugestões que Melissa já recebeu nas redes sociais.


Segundo a dermatologista Simone Neri, o gelo não ajuda e pode até mesmo causar queimaduras na pele, e a babosa contém aloe vera, que é apenas hidratante, ou seja, não combate as bactérias causadoras da acne.


QUAIS SÃO OS ATIVOS MAIS USADOS?

Especialistas recomendam ativos que devem compor a base dos produtos usados, como o ácido azelaico ou ácido salicílico - eficaz para reduzir a inflamação das espinhas -, retinol e a niacinamida, também conhecida como vitamina B3, para tratar as manchas pós-acne.


COM QUE FREQUÊNCIA A ROTINA DE SKINCARE DEVE SER REALIZADA?


Segundo Neri, o skincare deve ser uma prática diária. Uma rotina simples envolve os seguintes passos:

Lavar o rosto duas vezes ao dia.

Hidratação e proteção solar pela manhã.

Aplicar produtos noturnos para controlar a oleosidade e bactérias.


AS MARCAS DOS PRODUTOS SÃO IMPORTANTES?


Há uma variedade de opções disponíveis no mercado, mas Neri diz que o ideal são produtos prescritos por um médico dermatologista, que irá acompanhar e orientar o tratamento de forma personalizada.


LIMPEZA É IMPORTANTE?


Para Cunha, o principal cuidado é a limpeza, que serve para desobstruir os poros, controlar a oleosidade e diminuir a formação de cravos e espinhas. Para isso, o dermatologista indica deixar o produto agir por, no mínimo um minuto, e usar sabonetes específicos para cada tipo de pele.


Além disso, quem tem acne deve evitar lavar o rosto em excesso, pois isso prejudica a barreira cutânea, que é a hidratação natural da nossa pele, e pode levar à sensibilidade, descamação, vermelhidão e até piorar um quadro de acne.


PODE ESPREMER ESPINHAS?


Não. Segundo Cunha, a tentativa de removê-las intensifica o processo inflamatório e causa lesões na pele, além de aumentar o risco de cicatrizes de acne e manchas.


Se você deseja extrair cravos, é fundamental fazê-lo com um profissional esteticista durante uma limpeza de pele, que pode ser feita a cada dois ou três meses, afirma o dermatologista.


Cunha também cita outros tratamentos que podem ajudar a tratar a acne como:


Ácidos, sendo os principais o peróxido de benzoína e o adapaleno, que podem ser encontrados em associações disponíveis em farmácias.


Secativos à base de enxofre ou substâncias de resfriamento, que podem ser aplicados diretamente nas lesões para reduzir a inflamação.


Adesivos que oferecem uma proteção múltipla ao tratar acne e proteger o local da espinha, uma vez que cobrem a lesão e proporcionam um disfarce eficaz.


ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL AUXILIA A NÃO TER ESPINHAS?


Sim. Segundo Neri, evitar alimentos com alto índice glicêmico e produtos lácteos podem ajudar a controlar o surgimento de espinhas.


Imagem
Ar-condicionado sem manutenção pode fazer mal à saúde, diz microbiologista
Microbiologista alerta a respeito de cuidados com a higienização do aparelho e a proliferação de fungos
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade