Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entenda

Saúde não vai ampliar faixa etária de vacinação contra a dengue no PR

Pedro Marconi - Folha de Londrina
18 abr 2024 às 14:42
- Gabriel Rosa/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, divulgou nesta quinta-feira (18), por meio das redes sociais, a ampliação temporária da faixa etária para vacinação contra a dengue no Brasil para crianças e adolescentes de seis a 16 anos. O motivo é a proximidade do vencimento de alguns lotes do imunizante em 30 de abril. No entanto, no Paraná a campanha vai prosseguir para os moradores de 10 a 14 anos.


De acordo com a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), “a orientação do Ministério da Saúde refere-se somente a doses que vencem em abril e o Paraná não possui doses com este vencimento”. “As vacinas do Estado têm dois vencimentos: 30 de junho e 12 de janeiro de 2025”, destacou à FOLHA.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Em Londrina, foram protegidas com a Qdenga 9.466 crianças e adolescente desde fevereiro. Ainda estão à disposição nos postos de saúde 3.738 doses. Não há necessidade de agendamento e é preciso levar apenas documento de identificação.

Leia mais:

Imagem de destaque
Dia Nacional de Combate ao Glaucoma

Monitoramento de Glaucoma evitou cegueira em 300 mil brasileiros

Imagem de destaque
Onda de frio

Saiba quais são as doenças respiratórias do outono e como se proteger

Imagem de destaque
Entenda

Wanessa Camargo alerta seguidores após contrair rotavírus dos filhos

Imagem de destaque
Líder no Brasil

Testes positivos para dengue chegam a 41% em laboratórios privados do Paraná


A vacina contra a doença tem aplicação em duas doses, com intervalo de 90 dias entre a primeira e a segunda. A pessoa que contraiu dengue precisa aguardar seis meses e, nos casos de infecção pelo vírus entre uma dose e outra, o período passa de 90 para 120 dias.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
Paraná não vai ampliar faixa etária de vacinação contra a dengue
Após anúncio do Ministério da Saúde, Sesa destacou que Estado não tem doses do imunizante perto do vencimento
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade