29/09/20
°/°
Alimentação modelo

Alimentos para fortalecer a imunidade e evitar doenças da estação

Ainda resta pouco menos de um mês para o fim do inverno. Associado à umidade que está mais ficando cada vez mais escassa, a variação de temperatura, colaboram para facilitar com que as pessoas peguem gripe ou resfriado com maior facilidade.

Para evitar o desconforto gerado por essas doenças, além de se agasalhar bem, é possível investir na alimentação adequada para potencializar o sistema imunológico. Afinal, já é difícil sair da cama todo dia de manhã com este frio para ir trabalhar, imagine ter que fazer isso com o corpo todo dolorido mais o mal-estar que estas doenças causam.


Uma boa alternativa para melhorar a imunidade e diminuir à propensão a ter pequenas ou grandes infecções e quadros como gripes está em atentar-se com a alimentação. "Os alimentos são ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias que auxiliam na manutenção do sistema imunológico. Muitos alimentos também ajudam a proteger as células do organismo contra alterações que podem levar a problemas de saúde, além de ajudar a combater infecções e reduzir inflamações", explica Rita Scarpato, nutricionista da Splendido Alimentação.

Tomate

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


O tomate é rico em vitaminas A, B e C, bem como em sais minerais como fósforo, potássio, cálcio e magnésio. Por isso, ele auxilia na proteção do sistema imunológico. A substância responsável por esses benefícios, que dá a coloração vermelha ao alimento, é o licopeno. Esse nutriente é antioxidante, auxiliando no combate aos radicais livres, que leva ao envelhecimento precoce, e também a manter o coração saudável. "Muitas pessoas não gostam de comer salada no inverno. Por isso, uma boa opção para ingerir este alimento é prepara-lo em sopa ou mesmo um caldo de tomate. Além de consumir o nutriente, a versão quente do alimento ainda serve para aquecer o organismo neste frio", comenta Rita.

Temperos: alho, cebola, pimenta e gengibre

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


O alho tem função imunoprotetora e uma boa dose de selênio e zinco, nutrientes importantes para evitar gripes, resfriados e outras doenças, explica Rita. "É por isso que muitas pessoas, quando gripadas, recorrem ao chá de alho para melhorar os sintomas das doenças", comenta a nutricionista. Sobre a maneira de utilizá-lo na prevenção, ela recomenda que ele pode ser consumido no tempero das preparações e adicionado cru para temperar o tofu, por exemplo. A cebola possui quercitina, outro potencializador da função imune, prevenindo doenças virais e alérgicas.

Vegetais verde-escuros

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


"Brócolis, couve, couve de Bruxelas, rúcula e espinafre são fontes importantes de ácido fólico e vitaminas A, B6 e B12, que possuem papel na maturação das células imunes, ajudando na resistência às infecções", diz a nutricionista da Splendido Alimentação. Rita complementa que os alimentos ricos em ácido fólico são importantes porque este nutriente participa da formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo. "O brócolis é um dos vegetais mais saudáveis que você pode colocar na sua refeição e um dos alimentos que ajudam na imunidade. A chave para manter seu poder intacto é cozinhá-lo o mínimo possível, no vapor, para que não perca suas propriedades. Pode ser colocado em molhos, arroz, risotos, lanches, saladas, recheio de tortas e onde mais a imaginação permitir", aconselha Rita.

Iogurte ou leite fermentado

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Segundo a nutricionista, o iogurte natural e o leite fermentado são ricos em lactobacilos com propriedades probióticas, que melhoram a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico. "Além de ser consumidos no café da manhã e no lanche da tarde, eles são ótima opção de serem ingeridos antes de dormir ou para quando bate aquela fome de madrugada, pois é justamente neste período noturno que a ação dos lactobacilos é mais eficiente" indica Rita. A nutricionista acrescenta que ainda é possível utilizá-lo na preparação de molhos para saladas.

Ômega 3

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


O ômega 3 presente, por exemplo, no azeite e no salmão, auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações, ajudando a imunidade do corpo. "Salmão, cavala e arenque são exemplos de mariscos ricos em gorduras ômega-3, que reduzem a inflamação, aumentam o fluxo de ar e protegem os pulmões de resfriados e infecções respiratórias", observa Rita.

Morango

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Assim como outras frutas cítricas (laranja, acerola, limão e kiwi), o morango é rico em vitamina C, antioxidantes, fibras, flavonoides e propriedades anti-inflamatórias. "A vitamina C é importante porque aumenta a produção das células de defesa do corpo, aumentando assim a resistência a infecções. Além de serem ricas em antioxidantes, que evitam a ação dos radicais livres responsáveis por enfraquecer as células, deixando o organismo mais propenso para a ação de agentes invasores, grande parte das frutas cítricas têm percentual significativo de água, fator que acaba auxiliando na hidratação. ", pondera a nutricionista. Ela recorda que, apesar de teoricamente a temporada do morango começar só em setembro, já é possível encontrar esta fruta em g randes quantidades pelas feiras, sacolões e supermercados. "Em muitos destes locais o morango já está com preço bem acessível ou em promoção, por isso é ótima pedida para incluir na alimentação neste período", pondera completando que, além de consumir a fruta in natura, é uma excelente opção para sucos e vitaminas, que auxiliam a dar um ‘up’ no organismo.

Cogumelos

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Cogumelos, como o champignon, contêm selênio, um forte antioxidante que combate os radicais livres, melhorando a imunidade do corpo e acelerando a cicatrização do organismo. Já o shitake é rico em lentinana, nutriente capaz de estimular a produção das células de defesa e aumentar a imunidade. "Cogumelos diferentes como shiitake, champignon, shimeji podem trazer inúmeros benefícios. Pode-se consumir um punhado todos os dias. Ficam deliciosos em risotos, massas, saladas ou acompanhado de carnes" orienta Rita.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Boletim
Arapongas confirma 102º óbito por Covid-19; 4.275 casos
28 SET 2020 às 21h18
253 mortes no total
Com 113 novos diagnósticos, Londrina passa os 10 mil casos de Covid-19
28 SET 2020 às 18h24
Confira o boletim
Paraná confirma 20 mortes e 832 casos de Covid-19 nesta segunda-feira
28 SET 2020 às 16h56
Boletim da pandemia
Maringá registra duas novas mortes e 62 casos de Covid-19
28 SET 2020 às 16h42
Entenda
Tivemos sorte de surto ter começado na China, afirma editor da revista The Lancet
28 SET 2020 às 11h00
Coronavírus
Inflamação crônica e resposta lenta ao vírus levam obesos a maior risco e morte por Covid-19
28 SET 2020 às 10h47
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados