Pesquisar

Canais

Serviços

- Evandro Monteiro/Equipe Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cultive saúde!

Horta em casa garante produtos mais saudáveis na mesa

Chiara Papali - Folha de Londrina
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Alimentação saudável não é sinônimo de cara. Quem garante é a nutricionista Andressa Montagna, de Londrina. Além de recomendar o uso de frutas e vegetais da época, o que faz diferença na hora de pagar, ela sugere o cultivo em casa (e pode ser até em apartamento) de ervas que vão enriquecer a alimentação com mais vitaminas, sais minerais e fibras. Ter uma horta em casa pode ser tão importante para a saúde que a Pastoral da Criança já está ministrando cursos para suas líderes incentivarem as comunidades onde atendem para o aproveitamento de espaços no quintal.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Uma das grandes vantagens do cultivo em casa de alguns alimentos é o fato de eles não terem nenhum agrotóxico. ‘Eles são frescos e altamente nutritivos porque não tem agrotóxicos e não sofrem nenhum processo de conservação’, atesta a nutricionista.

Continua depois da publicidade


Ela cita o exemplo das folhas verdes escuras que são ‘riquíssimas em magnésio’, um mineral que atua em mais de 300 funções do organismo. ‘Como ele atua na captação de cálcio, auxilia na prevenção da osteoporose, além de melhorar cólicas menstruais, espasmos e contração muscular’, afirma.


As fibras presentes nos vegetais também propicia mais saciedade e controle da glicemia (açúcar no sangue) e do colesterol ruim. Outra vantagem é que com o uso de ervas para temperar os alimentos, as pessoas passam a usar menos sal e temperos industrializados, cujo consumo excessivo pode levar à hipertensão.


Para quem tem filhos, ter uma horta em casa pode ser um incentivo para eles consumirem os alimentos. ‘Quando a criança participa do processo de plantar e ver crescer, tem maior aceitação na hora de consumir os produtos’, ressalta Andressa.

Continua depois da publicidade


O que é cultivado em casa pode ser usado no preparo dos alimentos como tempero, em sucos, bolos, chás, e no que a imaginação mandar.


A iniciativa da Pastoral da Criança de incentivar o feitio de hortas caseiras, segundo uma de suas voluntárias, Marli Cavaliere, gestora em gastronomia, é ‘melhorar a qualidade e diversificar a alimentação’, além de torná-la mais acessível. ‘E não é preciso nem muito espaço, nem muito dinheiro para ter uma horta’, afirma.


BENEFÍCIOS DAS ERVAS
Conheça melhor as características e o uso de cada uma delas:


Evandro Monteiro/Equipe Folha
Evandro Monteiro/Equipe Folha

Boldo do Chile - É extremamente digestivo. Tem efeito diurético e laxante.


Manjericão verde - De forma geral é calmante e digestivo, e pela concentração de magnésio, auxilia no tratamento de espasmos musculares. Na variação verde, ajuda a melhorar cólicas intestinais e menstruais.


Arruda - Usada em casos de coceira e tosse. Ajuda a aliviar dores reumáticas, cólicas intestinais e é usado para normalizar a menstruação.


Evandro Monteiro/Equipe Folha
Evandro Monteiro/Equipe Folha

Bálsamo - Tem efeito calmante e poder cicatrizante. Ajuda a aliviar dores musculares e melhorar gastrite.


Alecrim - Além de tempero saboroso para carnes, frango e peixes, o chá ajuda a combater tosse e dores no peito, dores musculares e cólicas menstruais.


Hortelã - Tem propriedade calmante e refrescante. Combate enjoo e problemas respiratórios. Também é digestivo, por colaborar para o aumento da quantidade de ácido clorídrico.


Evandro Monteiro/Equipe Folha
Evandro Monteiro/Equipe Folha

Alho japonês - Ajuda na prevenção de fatores que levam a doenças cardiovasculares, como colesterol alterado.


Menta - Assim como o hortelã, tem efeito refrescante. Ajuda a aliviar mau hálito e dores na região gastrointestinal.


Manjericão roxo - De forma geral é calmante e digestivo, e pela concentração de magnésio, auxilia no tratamento de espasmos musculares. Na variação roxa, ajuda a combater dor de cabeça e resfriados.


Evandro Monteiro/Equipe Folha
Evandro Monteiro/Equipe Folha

Pimenta - Tem uma substância chamada capsaicina, que aumenta a temperatura corporal. Essa característica faz da pimenta um auxiliar para tratamentos que visam aumentar o metabolismo e uma melhor utilização da gordura corporal.


Grama de trigo - Tem clorofila em alta concentração. Faz com que proliferação de bactérias ruins diminua e aumenta resistência a doenças. Tem efeito desentoxicante e antisséptico. Deve ser usada em sucos, de preferência com frutas fontes de vitamina C.


Salsinha - É rica em vitaminas C e E, além de ser diurético.


Couve - Alimento rico em clorofila, mas em menor concentração que na grama de trigo, tem efeito também para melhorar imunidade.


Camomila e erva cidreira - Têm propriedades calmantes. A espécie de cidreira chamada Melissa é a que mais tem efeito para quem sofre de insônia.

Fonte: Andressa Montagna, nutricionista


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade