Pesquisar

Canais

Serviços

Não existe no Brasil uma legislação específica para gelatinas em pó - Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Reprovadas

Pro Teste desaconselha dar gelatina para crianças

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A Pro Teste Associação de Consumidores avaliou 11 pós para gelatina sabor morango: quatro na versão tradicional, quatro na versão diet e três na versão zero. A conclusão foi que estas gelatinas não devem ser consumidas por crianças (nem mesmo aquelas que têm desenhos no rótulo para atrair os menores).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os problemas encontrados foram: açúcar em excesso, edulcorantes (adoçantes) em duas marcas que já continham açúcar, e de um corante artificial relacionado a distúrbios no público infantil. Adultos podem consumi-las, mas com moderação. Já entre as gelatinas sem açúcar, todas foram bem avaliadas.

Continua depois da publicidade


Não existe no Brasil uma legislação específica para gelatinas em pó. A Pro Teste avalia que a criação de normas que regulem esse alimento é fundamental para a definição de alguns parâmetros, como limite de açúcar e quantidade de colágeno e proteína, a fim de que as gelatinas sejam produzidas dentro de padrões de qualidade.


A quantidade excessiva de açúcar pode contribuir para a obesidade infantil, além de acostumar as crianças ao paladar doce. Quanto a presença do corante artificial Amarelo Crepúsculo, já existem leis na Europa proibindo o uso desse corante, que está associado à hiperatividade.


A adição de edulcorantes (adoçantes) não é recomendada no caso de alimentos destinados ao consumo por crianças e gestantes. O consumo é indicado apenas por restrição alimentar e com acompanhamento médico.

Continua depois da publicidade


As análises apontaram que estão sendo adicionados edulcorantes em gelatinas tradicionais sem que a informação apareça em destaque no rótulo. E as duas testadas que apresentam esse problema fazem uma propaganda totalmente voltada para o público infantil em seus rótulos. A Royal traz na embalagem o personagem Bocão. A Dr. Oetker tem uma promoção para se ganhar mochilas em forma de animais de pelúcia.


Não é à toa, portanto, que a associação está engajada na luta a favor de alimentos mais saudáveis às crianças junto com a Consumers International, entidade que congrega mais de 220 associações de consumidores de todo o mundo. E continua neste ano sua campanha contra o marketing de alimentos inadequados para crianças. A maior parte dos eventos da campanha, a exemplo do que foi feito no ano passado, será realizada no dia 15 deste mês, que é o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor.

A avaliação, cujo resultado completo está no site da entidade - www.proteste.org.br - , destaca a importância de se reduzir o teor de açúcar em alimentos destinados ao público infantil, evitando futuras doenças crônicas como diabetes. Quanto aos corantes a Pro Teste se mobilziará para que o Amarelo Crepúsculo não seja mais utilizado em produtos para crianças.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade