Pesquisar

Canais

Serviços

O estudo apontou que a maioria dos entrevistados não conferia etiquetas, composição, data de validade e origem dos alimentos - Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Segurança alimentar

Site orienta sobre doenças transmitidas por alimentos

Agência Fapesp
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A carência de informações sobre higiene e segurança alimentar, destinadas aos segmentos populacionais mais vulneráveis às doenças transmitidas por alimentos (DTA), motivou o desenvolvimento de um estudo coordenado por William Waissmann, pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A pesquisa levou à produção de um site e de vídeos educativos, a fim de despertar a população para a prevenção das DTA, particularmente no ambiente doméstico. Dados da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) indicam que metade dos casos de DTA ocorre no ambiente doméstico, resultante de falhas higiênicas na manipulação dos alimentos.

Continua depois da publicidade


O estudo apontou que a maioria dos entrevistados (82,1%) não conferia etiquetas, composição, data de validade e origem dos alimentos. Metade dos participantes desconhecia que alimentos sem alterações nas suas características sensoriais podem causar doenças e que produtos refrigerados devem ser selecionados ao final das compras.


Um terço não conferia as condições dos ovos e 10% compravam ou consumiam carnes oriundas do comércio ambulante. Além disso, 71% dos entrevistados nunca foram orientados sobre o assunto em consultas com diferentes profissionais de saúde.


O site Cuidar dos Alimentos conta com áreas especiais para os públicos infantil e adulto e aborda questões relacionadas a compra, preparo, armazenamento e conservação de alimentos no ambiente doméstico.

Continua depois da publicidade


Os vídeos estão disponíveis no site. Os dirigidos a adultos enfocam os temas "Alimento seguro", "Doenças transmitidas por alimentos", "Família vai às compras", "Parar de fumar" e "Terceira Idade". Os vídeos para crianças são "Mamãe e bebê" e "Canal saúde".


"A expectativa é que os recursos educativos possam ser aplicados em diferentes ambientes, como bibliotecas públicas, unidades de saúde, universidades, entidades e órgãos públicos, grupos da terceira idade e escolas", disse Waissmann.


A pesquisa e seus produtos serão apresentados no dia 30 de março, às 14 horas, no auditório térreo da Ensp. A equipe técnica do projeto é formada pelas pesquisadoras Alessandra Veggi, Cristiane Miranda da Silva, Ivone Costa Soares e Tatiana Pastorello.

Mais informações: www.cuidardosalimentos.fiocruz.br


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade