Pesquisar

Canais

Serviços

Armin Rimoldi/Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Verão seguro

Protetor solar: saiba mitos e verdades

Redação Bonde com assessoria de imprensa
31 dez 2021 às 03:15
Continua depois da publicidade

Com as férias e o verão, muitas pessoas decidem ir para a praia ou passar seus dias na piscina. E para se proteger dos raios solares é sempre importante passar protetor solar. O protetor é essencial para evitar queimaduras e pode proteger até mesmo do câncer de pele.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

No entanto algumas pessoas acabam caindo em histórias mentirosas sobre o produto, o que pode afetar o modo de usar e alterar resultados. Dessa forma, a professora de Cosmetologia do curso de Estética e Cosmética da UP (Universidade Positivo), Ana Carolina Pareja Isa, nos conta o que é verdade e o que é mentira sobre o tão falado protetor solar.

 

Começando pela suposição de que quanto mais alto o fator de proteção, mais alta a proteção. A profissional explica que isso é um mito, o protetor 60 não protege mais que o protetor fator 30. A real diferença está no tempo de proteção.

Continua depois da publicidade

 

Outro mito é o de que o filtro físico protege melhor que o químico. Os dois protegem na mesma intensidade, mas de maneiras diferentes. O recomendado é usar os dois juntos e aumentar a segurança, mas para quem tem a pele sensível como gestantes e crianças, o ideal é usar apenas a barreira protetora, assim não é necessário passar produtos na pele.

 

Para quem tem dúvidas sobre quanto protetor passar no rosto, a quantidade ideal é uma colher de chá. Sempre de forma abundante, no tronco é ideal usar duas colheres de chá, assim como em cada braço e perna.


Por fim, ao contrário do que muitos dizem por aí, a oxibenzona não tem efeito cancerígeno. De acordo com a professora, existe uma lista de filtros solares UV permitidos no Brasil, sendo estes cosméticos reconhecidos e registrados como grau II pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), necessitando apresentar teste de eficácia e segurança. Ou seja, todos os filtros que são aprovados nessa lista, são seguros para usar.


A especialista também ressalta a importância do uso correto também no dia a dia. Para ela o filtro solar é aliado do skincare e não deve ser esquecido. E mesmo com os protetores solares de uso oral, ou antioxidante orais, é preciso passar na pele também. "O filtro solar deve ser aplicado, no mínimo, de 15 a 30 minutos antes da exposição, devendo ser reaplicado a cada duas horas ou após imersão na água", orienta.

Continue lendo