Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade

Feio é o seu preconceito

22 jun 2009 às 17:32
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Com o lema "Vira-latas são lindos, feio é o seu preconceito" muitas Ongs vêm tentando estimular a adoção de animais abandonados. Eu acho tanto os "viras" como os "de raça" lindos, e portanto sou super a favor da adoção de qualquer um deles.

Mas acho bem engraçado quando as pessoas olham um cachorro e perguntam de que raça é. Ao ouvirem a resposta de que é um legítimo mestiço brasileiro, ficam espantadas e completam: "nossa, mas é tão bonito!" Aff, péssimo ouvir isso. Por acaso algum de nós - humanos - pertencemos a uma só etnia? Alguém aqui é 100% português, ou italiano, ou sei lá o que for? A maioria de nós é uma "mistureira" só, então, porque querer exigir isso dos nossos amigos peludos?

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Tenho dois exemplos na "família" que ilustram isso. A fêmea se parece com um pastor alemão e o macho se parece com um dálmata - devem ter ancestrais destas raças. Várias vezes as pessoas perguntam qual é a raça deles e não se conformam por serem vira-latas e terem sido tirados das ruas.

Leia mais:

Cuidados com o pet no inverno

Balaio de bichos

Nada de chocolate para os pets

Balaio de Bichos

Alimentos proibidos para cães

Feiras de Adoção deste final de semana


Com gatos acontece a mesma coisa. Parece que se o animal não tiver uma raça determinada, vale menos, ou merece menos. Como já disse, para mim todos são maravilhosos e merecem nosso carinho e atenção. Reproduzo abaixo um poema que uma das nossas voluntárias me cedeu, de autor desconhecido e também alguns cartazes.


Quando Deus criou a terra e o céu
Nada foi deixado ao léu
As árvores, as flores os peixes no mar,
As aves e insetos, passando no ar
E quando finalmente terminou
Tudo era novo, belo e profundo
O Senhor então pensou
vou sozinho caminhar por este mundo
Viajou muito, um nome dava a tudo que via
e por onde quer que caminhasse
Uma pequena criatura o seguia
Sempre a seus pés, mesmo quando a força já fugia
Finalmente sobre a terra, céu e mar
tudo tinha um nome, tudo estava em seu lugar
E a pequena criatura então falou:
E a mim Senhor, de que maneira, vais chamar?
Fazendo um carinho no cansado animal,
Ternamente o Pai lhe disse: "Deixei-te pro final"
Mas não te entristeças comigo, pois, mais que um nome
te chamarei de Amigo!




Publicidade

Últimas notícias

Publicidade