Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Dentro de um túnel

Exército de Israel recupera corpo de brasileiro sequestrado pelo Hamas

Redação Bonde com Agência Brasil
24 mai 2024 às 12:45
- Reprodução/Facebook
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Nesta sexta-feira (24) o Exército israelense anunciou que recuperou os corpos de três reféns sequestrados em outubro de 2023 pelo grupo palestino Hamas. Entre eles está o brasileiro Michel Nisembaum, de 59 anos.


Os corpos foram recuperados durante a madrugada, numa operação conjunta do Exército e dos serviços secretos de Israel em Jabaliya, no norte da Faixa de Gaza. Os outros dois reféns foram identificados por autoridades israelenses como Orión Hernández Radoux, de 30 anos, Hanan Yablonka, de 42 anos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Nas redes sociais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou a morte do brasileiro e disse que o governo segue engajado nos esforços para que todos os reféns mantidos pelo Hamas sejam libertados.

Leia mais:

Imagem de destaque
Arquitetura que inclui a natureza

Chinês criador das cidades-esponja diz que Brasil pode ser referência

Imagem de destaque
Novo editorial

Editor da revista Science pede cautela sobre evidências de danos às crianças causados pelas redes sociais

Imagem de destaque
Práticas cotidianas dos brasileiros

Um em cada três brasileiros que diz ter coleta seletiva não separa o lixo, aponta Datafolha

Imagem de destaque
Aposentados e pensionistas

Justiça Federal libera R$ 2,06 bilhões em atrasados do INSS


“Soube, com imensa tristeza, da morte de Michel Nisembaum, brasileiro mantido refém pelo Hamas. Conheci sua irmã e filha, e sei do amor imenso que sua família tinha por ele. Minha solidariedade aos familiares e amigos de Michel”, postou.

Publicidade


“O Brasil continuará lutando e seguiremos engajados nos esforços para que todos os reféns sejam libertados, para que tenhamos um cessar-fogo e a paz para os povos de Israel e da Palestina”, completou.


Nisembaum, que tinha cidadania brasileira e israelense, era residente em Israel e considerado desaparecido desde o dia 7 de outubro do ano passado. Na ocasião, ele participava de um festival de música alvo de ataque do Hamas.

Publicidade


Imagem
Mulher fica em estado grave após ser atingida no rosto por ácido em Jacarezinho
Uma jovem de 23 anos foi vítima de um crime brutal nesta quarta-feira (22), em Jacarezinho (Norte Pioneiro).


EMBAIXADA 


Em nota, a Embaixada de Israel no Brasil também lamentou a morte do brasileiro. “Todos os nossos corações doeram com a terrível notícia de seu assassinato. O povo de Israel, o Ministério das Relações Exteriores e a Embaixada do Estado de Israel no Brasil partilham a tristeza da família”.

Publicidade


“O Estado de Israel comunica, com extremo pesar, o assassinato do israelense-brasileiro Michel Nissenbaum, morto pelos terroristas do Hamas”, afirma o comunicado. “Seu corpo foi encontrado pelas forças de segurança de Israel num túnel na Faixa de Gaza e levado de volta para Israel.”


Em outubro passado, o Hamas, que controla a Faixa de Gaza desde 2007, lançou um ataque surpresa de mísseis contra Israel, com incursão de combatentes armados por terra, no sul do país. De acordo com autoridades israelenses, cerca de 1,2 mil pessoas foram mortas e duas centenas de israelenses e estrangeiros foram feitos reféns.


Em resposta, Israel vem bombardeando as infraestruturas em Gaza e impôs cerco total ao território, que dificulta, inclusive, a entrada de ajuda humanitária aos palestinos. Além dos mais de 35 mil mortos, a ofensiva militar de Israel na Faixa de Gaza já deixou cerca de 80 mil feridos em sete meses, segundo dados do Ministério da Saúde do enclave.


A guerra entre Israel e Hamas tem origem na disputa por territórios que já foram ocupados por diversos povos, como hebreus e filisteus, dos quais descendem israelenses e palestinos.


Imagem
Julgamento em Londrina que pode cassar Mara Boca Aberta será dia 29
Quase sete anos após a cassação de Emerson Petriv, o Boca Aberta, a sua mulher, a vereadora Mara Boca Aberta (Podemos), vai enfrentar o julgamento da CML (Câmara Municipal de Londrina). A sessão está marcada para quarta-feira (29), às 9h.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade