Pesquisar

Canais

Serviços

- Marcello Casal Jr./ Agência Brasil
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Juros baixos

Caixa lança empréstimo via celular de até mil reais

27 set 2021 às 17:35
Continua depois da publicidade

A Caixa Econômica Federal lançou, nesta segunda-feira (27), uma modalidade de crédito com empréstimos que vão de R$ 300 a R$ 1.000.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O anúncio foi feito no Palácio do Planalto, em evento que marcou o início dos atos alusivos aos 1.000 dias do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Continua depois da publicidade


De acordo com o banco público, os empréstimos poderão ser contratados diretamente no celular. A modalidade estará disponível para 100 milhões de clientes, ainda segundo a Caixa.


O acesso ao crédito estará disponível para os clientes da instituição que possuem conta digital no aplicativo Caixa Tem. A partir de 8 de novembro, novos clientes também poderão contratar esse tipo de empréstimo.

Continua depois da publicidade


A taxa de juros é de até 3,99% ao mês, com pagamento em até 24 vezes.


Bolsonaro participou do ato no Planalto, ao lado dos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil), Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral), João Roma (Cidadania), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Segurança Institucional).


O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, falou por videoconferência por ter sido diagnosticado com Covid-19.


Em sua fala, ele destacou que beneficiários do auxílio emergencial não poderão contratar o crédito.


"As pessoas que vão receber o auxílio emergencial não terão esse crédito. Porque elas não têm condição de pagar. O objetivo deste governo é ajudar quem precisa seja via transferência de renda –que é o Bolsa Família ou qualquer novo programa assistencial– seja [via] crédito, como o Crédito Caixa Tem".


Ele afirmou ainda que o crédito disponibilizado poderá ser ampliado e os juros, reduzidos. "A partir do momento em que tenhamos conhecimento da capacidade das pessoas de emprestar", disse.


Braço do Planalto na implementação de políticas sociais, como o pagamento do Bolsa Família, a Caixa se tornou um canal de "boas notícias" desde o início da pandemia e especialmente neste momento, em que o país enfrenta restrições severas de Orçamento para execução de programas, como o Auxílio Brasil, aposta de Bolsonaro para recuperar sua popularidade até a campanha de reeleição.


Em 16 de setembro, por exemplo, a Caixa anunciou redução na taxa de juros de crédito imobiliário.


Segundo o banco, a modalidade atualizada de linha de crédito contará com taxas a partir de 2,95% ao ano, mais a remuneração da poupança, o que representa uma queda de 0,4 ponto percentual em relação às taxas hoje vigentes.


Além do mais, o banco também foi usado para que Bolsonaro pudesse lançar um programa de crédito imobiliário subsidiado para profissionais de segurança pública.


Ainda nesta segunda, durante a cerimônia no Palácio do Planalto, Bolsonaro assinou um decreto que muda as regras para que clubes de futebol profissional participem da Timemania.


Com a alteração, poderão aderir à loteria os times integrantes das séries A e B do Campeonato Brasileiro no último biênio. A norma original previa que a participação estava restrita às equipes que estavam nas séries A e B em 2007.


"A alteração visa aperfeiçoar o Decreto nº 6.187/2007 e seus critérios para enquadramento dos clubes participantes na loteria do Timemania. Isso porque o modelo atual adotado mostra-se completamente ultrapassado, pois considera, exclusivamente, os times participantes da Série A e B do Campeonato Brasileiro do ano de 2007", afirmou o Palácio do Planalto, em nota.


Lançado no governo Lula para ajudar a regularizar dívidas dos clubes, o Timemania é uma loteria federal que destina parte dos recursos arrecadados às entidades esportivas que permitem o uso de seus nomes e símbolos nos sorteios.

Continue lendo