Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Pesquisa em 11 supermercados

Com valor médio de R$ 544,10, preço da cesta básica em Londrina cai 2,8% no mês de novembro

Grupo Folha de Londrina
30 nov 2023 às 19:13
- Geraldo Bubniak/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os consumidores de Londrina foram beneficiados com uma redução no preço da cesta básica, conforme dados obtidos pelo levantamento do Nupea (Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas) da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), a partir da média de 11 supermercados locais. O valor, que havia registrado um aumento de 7,78% em outubro em comparação a setembro, apresentou uma queda de 2,8%, fechando em R$ 544,10 em novembro, contra R$ 559,86 no mês anterior.


Este é o valor médio (R$ 544,10) obtido a partir dos preços dos onze supermercados. No entanto, se o consumidor se dispusesse a adquirir os produtos de menor preço em cada um dos supermercados pesquisados, conseguiria esta mesma cesta por R$ 445,59 uma economia de 18,1%.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Mas, em uma situação mais real, se o consumidor comprar todas as mercadorias que compõe a cesta básica no supermercado que apresenta os menores preços pagará por ela R$ 488,55 ou 10,2% mais barato que a média, porém, se comprar naquele que estiver mais caro, pagará R$ 607,89 ou 11,7% mais caro que a média.

Leia mais:

Imagem de destaque
VEJA A LISTA

Paraná: prazo da 2ª parcela do IPVA para veículos com final de placa 9 e 0 termina na sexta

Imagem de destaque
Quase 75% do total

Londrina supera R$ 380 milhões em negociações do IPTU 2024

Imagem de destaque
Multa de até 300% sobre o valor

Empresas têm até o dia 29 para enviar o informe de rendimentos do Imposto de Renda 2024

Imagem de destaque
PAGAMENTO À VISTA TEM 25% DE DESCONTO

Prefeitura de Cambé começa a distribuir os carnês do IPTU 2024


Para uma família (dois adultos e duas crianças), o valor em novembro ficou em R$ 1.632,31. A análise detalhada dos 13 itens que compõem a cesta básica nacional revela que quatro produtos contribuíram significativamente para essa redução de preços. O tomate liderou a lista, apresentando uma expressiva queda de 31,4%, seguido pela banana, que registrou uma diminuição de 5,6%, e pela farinha de trigo, com uma redução de 3,3%. Além desses, o leite também figurou entre os itens com preços mais acessíveis em novembro.

Publicidade


Por outro lado, sete produtos apresentaram elevação nos preços, impactando parcialmente a redução geral. A batata liderou as altas, com um aumento de 11,4%, seguida pelo feijão, que registrou uma elevação de 6,9%, e pelo arroz, com um aumento de 6,2%. Outros produtos que contribuíram para a elevação foram óleo, açúcar, carne e margarina.


Itens como pão e café mantiveram estabilidade de preço, com variação inferior a 1%, proporcionando um alívio para os consumidores que frequentemente incluem esses produtos em sua lista de compras.


A carne, que é o produto que tem maior peso na cesta básica (neste mês, 43,2 %), apresentou elevação de 2,13%, ficando na média a R$ 35,59 o quilo, sendo que na pesquisa passada estava a R$ 34,84. O preço mais barato encontrado foi de R$ 29,97 e mais elevado de R$ 39,90. A carne tem como referência sempre o coxão mole e se a peça for mais barata que fatiado é considerado o preço da peça.


Imagem
Cresce número de graduados trabalhando em postos de menor escolaridade
O número de pessoas ocupadas que têm ensino superior completo cresceu 15,5%, entre 2019 e 2022
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade