11/08/20
29º/14ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Economia

Confira como ficam férias, 13º, FGTS e INSS durante pandemia

A suspensão de contratos de trabalho na pandemia de Covid-19 terá impacto no pagamento do 13º, nas férias, no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e em benefícios do INSS.

Agência Brasil
Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


Publicada em abril pelo presidente Jair Bolsonaro, a MP (Medida Provisória) 936 permitiu a suspensão de contratos e a redução de salários e jornadas. O programa busca diminuir demissões geradas pela redução da atividade econômica.

Enquanto está sem trabalhar, o funcionário recebe o BEm (benefício emergencial), equivalente à parcela do seguro-desemprego à qual teria direito, cujo valor máximo é de R$ 1.813,03.

Para empresas com faturamento anual acima de R$ 4,8 milhões, paga-se 70% do salário e 30% do BEm.

Os valores recebidos na suspensão não são considerados verbas trabalhistas, por isso, não têm efeito sobre o cálculo de 13º ou do período aquisitivo para as férias, tampouco a empresa está obrigada a recolher INSS e FGTS, explica o advogado trabalhista Mourival Boaventura Ribeiro.

A suspensão afeta diretamente o cálculo do 13º, pois desconta os meses de interrupção. "Para saber quanto vai ganhar, o trabalhador deve dividir o seu salário por 12 e multiplicar pela quantidade de meses que vai trabalhar neste ano, descontando os meses de contrato suspenso", diz.

O período de suspensão é descontado do que falta para completar os 12 meses para as férias. "Patrão e empregado podem fazer acordo para manter a data das férias, mas o período de paralisação poderá ser proporcionalmente descontado da remuneração paga nas férias, inclusive sobre o adicional de um terço", afirma.

Como perdem-se depósitos do FGTS na suspensão, a multa paga na demissão sem justa causa diminui.

Valores das férias e do 13º não mudam para os trabalhadores que estão com jornada e salário reduzidos. Aposentados do INSS que trabalham e tiveram contrato suspenso ou jornada e salário reduzidos não têm direito de receber o BEm.
Clayton Castelani - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Pandemia
Bolsonaro sanciona projeto que permite estender corte de jornada e salário
Boletim da prefeitura
Com mais três mortes pela Covid-19, Londrina atinge 88 registros
Vem mais frio
Com menor intensidade, novo ciclone se aproxima do Paraná
Continue lendo
Astronomia
Eclipse lunar é usado para estudos sobre vida em outros planetas
10 AGO 2020 às 21h01
Teve alta do hospital
'Deus usou cada um no momento certo', diz pai de menino afogado
10 AGO 2020 às 18h34
Balanço em Londrina
GM registra 97 denúncias de desrespeito à quarentena no final de semana
10 AGO 2020 às 16h52
Entre Marte e Júpiter
Cientistas localizam água salgada no planeta-anão Ceres
10 AGO 2020 às 16h21
11 de agosto
Dia do advogado: com impactos da pandemia, mudanças podem ser tendências para carreira
10 AGO 2020 às 16h01
Ele está bem
Bebê salvo por afogamento pela PM recebe alta do hospital
10 AGO 2020 às 14h46
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados