Pesquisar

Canais

Serviços

Para o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, neste momento o país vive a "Tensão Pré-Copom", quando todos opinam qual será a nova taxa de juros - ABr
Continua depois da publicidade
Redução esperada

Copom define taxa de juros na tarde desta quarta-feira

Bonde, com informações da Agência Brasil
23 jul 2003 às 09:28
Continua depois da publicidade

O Comitê de Política Econômica (Copom) do Banco Central encerra nesta quarta-feira a reunião de dois dias para decidir se mantém ou não a taxa básica de juros (Selic).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A decisão deve ser anunciada à tarde, ao final do encontro. A expectativa do mercado financeiro é de uma redução de 1,5 ponto percentual na taxa de juros, atualmente em 26% ao ano.


Para o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, nesta semana o país sofre da "Tensão Pré-Copom". Segundo ele, este é o momento em que políticos, empresários e até pessoas sem conhecimento técnico sobre a taxa básica de juros opinam sobre o patamar em que a Selic deve ficar e seus resultados na economia.


A taxa Selic baliza os juros cobrados no crediário e em todas as modalidades de crédito disponíveis no mercado, pois é utilizada pelos bancos na hora de tomar recursos emprestados em operações feitas entre as instituições.

O governo também sente os efeitos de alterações na taxa básica de juros da economia porque a cada ponto percentual de redução na Selic, há uma economia de 0,26 pontos percentuais do Produto Interno Bruto (PIB), que é o volume de riqueza gerado pelo país no período de um ano.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade