Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comércio

Dia das mães: calor atípico em maio prejudica vendas em Londrina

Jéssica Sabbadini - Especial para a Folha
11 mai 2024 às 21:45
- Jéssica Sabbadini/Especial para a FOLHA
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Quem foi até o Calçadão de Londrina na manhã deste sábado (11), véspera do Dia das Mães, notou um movimento intenso de pessoas. Pelo fluxo, a aposta é de que as vendas estariam bombando, mas a realidade enfrentada por alguns lojistas e feirantes é outra.


Um dos presentes mais procurados por quem deseja dar um mimo para a mãe, as roupas são uma opção certeira, já que contam com uma infinidade de cores e modelos que podem agradar a todas. Porém, Antônio Verza Filho, 65, gerente de uma loja do ramo no Calçadão de Londrina, garante que as vendas estão muito abaixo do esperado. Para ele, uma das principais explicações para a queda em relação ao ano passado é o clima, que permanece quente mesmo com o inverno batendo à porta. Como as peças de frio costumam ter um preço mais elevado, isso leva os consumidores a gastarem mais.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Com promoções em todos os setores da loja, cupons para participar de sorteios e um tapete chamativo na entrada da loja, a expectativa é de aquecer as vendas até às 18h deste sábado. “A nossa confiança é grande, a nossa luta também é grande e vamos buscar boas vendas com a esperança de ter sucesso”, afirma.

Leia mais:

Imagem de destaque
Correção

Veja para quanto pode ir o rendimento do FGTS após o julgamento no STF

Imagem de destaque
R$ 4,82 bilhões

Mais de 75% do valor lançado do IPVA foi pago pelos contribuintes no Paraná

Imagem de destaque
Briga judicial

TJ cassa liminar que suspendeu concurso da Prefeitura de Londrina

Imagem de destaque
Tradição interrompida

Quebra de safra obriga Santo Antônio da Platina a cancelar Festa do Milho


Gerente de uma loja de roupas na Avenida São Paulo, Amanda de Oliveira Proença Souza, 30, também lamentou o movimento fraco e justificou que a concorrência, principalmente em relação às compras na internet, é um dos motivos que vêm fazendo com que o comércio de rua apresente queda nas vendas. Para ela, outro fator é o clima, já que a loja está com muitas peças de inverno, mas o calor ainda está intenso. “Nós fizemos um café da manhã especial, também estamos com brindes, a gente preparou bastante coisa para atrair os clientes”, reforça.


Além da queda nas vendas, Souza reforçou que o valor dos presentes vem caindo conforme os anos. Uma professora, que preferiu não se identificar, estava comprando o presente da mãe em uma loja de calçados. Ela concorda que o valor disponível no orçamento vem ficando cada vez menor. Antes, ela gastava em torno de R$ 300 no presente para a mãe; agora, não costuma passar dos R$ 150. “A gente faz o que dá para não passar em branco”, ressalta, complementando que o importante é estar presente junto à mãe.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Calor atípico para maio prejudica vendas do Dia das Mães
Movimento intenso no Calçadão de Londrina não reflete nas vendas de Dia das Mães, com lojistas enfrentando desafios climáticos e concorrência online.
Imagem
Paraná registra mais de um milhão de sugar daddies e sugar babies
Você já ouviu falar sobre relacionamentos sugar (namoro de açucar em inglês)? Diferente de outras formas de relações românticas, esta forma de interação possui uma proposta um pouco diferente na dinâmica dos casais:
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade