Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Saiba mais

Indústria do Paraná emprega quase 39% dos imigrantes

Jéssica Sabbadini - Especial para a Folha
15 jun 2024 às 11:35
- Reprodução/Canva
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Apaixonado por engenharia civil, Delcio Soares deixou Angola, país da África, há dois anos para correr atrás dos sonhos. Tendo como destino o Brasil, ele já era formado em arquitetura e urbanismo na terra natal, mas queria dar continuidade aos estudos. A língua contribuiu para a escolha do país, mas o fator decisivo foi a possibilidade de estudar e conseguir se inserir no mercado de trabalho na área da construção civil.


O exemplo de Soares é compartilhado entre os 37.703 migrantes que atuam formalmente no mercado de trabalho paranaense. De acordo com os dados mais recentes do Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social), de 2022, o número de estrangeiros empregados no Paraná cresceu 92% em cinco anos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Chefe da pasta responsável pela criação e manutenção das políticas públicas voltadas aos imigrantes, Santin Roveda, secretário de Estado da Justiça e Cidadania, destaca que o Paraná recebe muitos imigrantes da África, Ásia, Europa e América Latina. De acordo com ele, os principais fatores que retiram as pessoas de seus países são as crises econômicas, as guerras e as catástrofes ambientais.

Leia mais:

Imagem de destaque
Veja quais

Cade abre investigação sobre condutas anticompetitivas de montadoras de carros de luxo

Imagem de destaque
Sorteio no próximo sábado (20)

Mega-Sena acumula novamente e terá prêmio de R$ 53 milhões

Imagem de destaque
Números da Aneel

Geração de energia tem expansão recorde de 18,7% no Brasil

Imagem de destaque
Entenda

Governo Lula quer frear a compra de imóveis usados pelo Minha Casa, Minha Vida


Em 2022, o Paraná foi o estado que mais contratou imigrantes, com 8.379 postos de trabalho gerados, o que representa 23,4% de todos os imigrantes que registraram a carteira de trabalho no ano no Brasil.

Publicidade


Dentre os 37.703 estrangeiros que trabalham no estado, 14.627 estão atuando em algum dos setores da indústria, ou seja, 38,8% de todos os imigrantes que têm emprego formal no Paraná.


Roveda destaca que o Paraná conta com o Cerma-PR (Conselho Estadual dos Direitos dos Refugiados, Migrantes e Apátridas do Paraná), que reúne o poder público e a sociedade civil para debater e criar políticas públicas voltadas à população estrangeira, assim como o Ceim (Centro Estadual de Informações para Migrantes, Refugiados e Apátridas). Neste último, que fica em Curitiba, os migrantes têm acesso a uma série de serviços que auxiliam na permanência no país, como a regularização documental, encaminhamento para cursos de português e profissionalizantes, confecção de currículos e intermediação de mão de obra, apoio na revalidação de diplomas e acesso aos serviços de saúde, educação e assistência social.


SAIBA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Indústria paranaense emprega quase 39% dos imigrantes
O Paraná lidera a contratação de imigrantes no Brasil, com políticas de integração e qualificação profissional voltadas para estrangeiros.
Imagem
Suspeito de ter iniciado incêndio no pátio de veículos da Polícia Civil em Londrina é identificado
A PCPR (Polícia Civil do Paraná) afirmou já ter identificado o suspeito de ter iniciado o incêndio que atingiu o pátio de veículos da corporação, que fica localizado na rua Luís Pasteur, na Zona Oeste de Londrina.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade