Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Já recebeu?

Nascidos em agosto sacam auxílio emergencial a partir desta terça

Wellton Máximo/Agência Brasil
13 jul 2021 às 09:39
- Marcello Casal Jr./Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico (Cadastro Único) para Programas Sociais do Governo Federal nascidos em agosto, podem sacar, a partir desta terça-feira (13), a terceira parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 26 de junho.


Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O saque originalmente estava previsto para ocorrer em 30 de julho, mas foi antecipado em quase três semanas por decisão da Caixa. Segundo o banco, a adaptação dos sistemas tecnológicos e dos beneficiários ao sistema de pagamento do auxílio emergencial permitiu o adiantamento do calendário.

Leia mais:

Imagem de destaque
Aumento de 8,64%

Municípios do Paraná recebem R$ 1,03 bilhão em repasses em fevereiro

Imagem de destaque
Funciona a partir desta sexta

Novo sistema FGTS Digital entra em vigor nesta sexta-feira; veja o que muda

Imagem de destaque
Uma bolada

Mega-sena acumula novamente e prêmio pode chegar a R$ 185 milhões

Imagem de destaque
Queda no valor médio

Cesta básica fica mais barata pelo segundo mês seguido em Londrina


O auxílio emergencial foi criado em abril de 2020 e pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Publicidade


Em 2021, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, é contemplada com R$ 375; e pessoas que moram sozinhas, R$ 150.


Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.


Dúvidas?

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site do auxílio.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade