Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
No Paraná

Volkswagen já começou produção em série do Tupi

Redação - Bonde
16 jul 2003 às 11:54
Continua depois da publicidade

A fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, já começou a produção em série do novo carro da empresa, apelidado de "Tupi".

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A produção do compacto teve início nesta segunda-feira, após o retorno dos funcionários depois de duas semanas de férias coletivas.


Por enquanto, um número reduzido de carros está sendo fabricado, mas a produção deve aumentar gradativamente até o lançamento - que deve acontecer até o final do ano, ainda sem data definida. O modelo fabricado em São José dos Pinhais se destina ao mercado interno e à América Latina.


Toda a produção do veículo esteve cercada de mistério, mas duas revistas especializadas já conseguiram fotografar modelos do novo carro, que deverá ter duas opções de motorização (1.0 e 1.6) e, segundo a assessoria de imprensa da Volkswagen, terá um preço intermediário entre o Gol e o Polo.


A partir de 2005, um modelo do "Tupi" será produzido na fábrica de São Bernardo do Campo, em São Paulo, com características específicas para o mercado europeu.

Continua depois da publicidade


A venda para o exterior, por sinal, é uma das causas da indefinição no nome do modelo. Apesar de "Tupi" ser uma idéia bem aceita na Volkswagen do Brasil, a semelhança com o verbo "urinar" em inglês (to pee) pode levar a empresa a escolher outro nome. Entre os finalistas de um concurso, estão os nomes Lupo e New Lupo.


Mesmo com a produção do novo modelo, a fábrica de São José dos Pinhais vai reduzir 1 hora em cada um dos dois turnos de trabalho diários - que, de 8 horas, passam para 7. A fábrica também não produz mais o modelo Saveiro.

A retração no mercado automobilístico atinge outras empresas do setor. Também em São José dos Pinhais, a Renault deu 10 dias de férias coletivas a seus funcionários na última segunda-feira. A medida também atingiu os três turnos diários da Mecânica Mercosul, a fábrica de motores da Renault.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade