Pesquisar

Canais

Serviços

Governo do Estado de São Paulo
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Decreto

Governo Doria exigirá apresentação de passaporte da vacina de servidores

Folhapress
04 jan 2022 às 10:18
Continua depois da publicidade

O governo João Doria (PSDB) publicou um decreto nesta terça-feira (4) determinando que todos os servidores públicos estaduais deverão apresentar comprovante de vacinação completa, ou seja, com as duas doses, ou a única, contra a Covid-19.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A medida, segundo a gestão estadual, é obrigatória para cerca de 570 mil profissionais da ativa em órgãos de administração direta e indireta do estado de São Paulo e deve ser cumprida até o próximo domingo (9).

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


De acordo com o decreto, o comprovante só deixará de ser exigido nos casos em que o profissional apresentar atestado médico com alguma contraindicação em relação à vacina.


Os documentos devem ser encaminhados aos órgãos de recursos humanos por meio eletrônico. "Quem descumprir o prazo fixado no decreto ficará sujeito à apuração de eventual responsabilidade disciplinar em processos administrativos internos", afirma o governo, em nota. O decreto não diz quais serão as possíveis punições.


De acordo com o decreto, em 30 dias a Procuradoria-Geral e as secretarias deverão encaminhar relatório com as providências que foram adotadas para a Controladoria Geral do Estado.

Continua depois da publicidade


Segundo a gestão estadual, a regra que estabelece possíveis punições a quem não apresentar a documentação "está prevista no Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado e no Regulamento Disciplinar da Polícia Militar, além de normas internas e códigos de conduta de empresas públicas, fundações e autarquias estaduais".


A Prefeitura de São Paulo exige passaporte de vacina do funcionalismo municipal desde agosto de 2021. Servidores em cargos comissionados, inclusive, tiveram seus vínculos encerrados em outubro.


A administração municipal, porém, não exige a comprovação para a população que acessa os prédios públicos.


A Câmara Municipal de São Paulo, o Tribunal de Justiça e o Ministério Público também exigem passaporte de vacina de servidores e das pessoas que entram nos locais, inclusive fóruns no estado.


Organizadores de eventos com mais de 500 pessoas na cidade de São Paulo também são obrigados a exigir comprovante de vacinação contra o novo coronavírus.


No estado de São Paulo, 96% dos adultos completaram o ciclo de imunização, segundo o governo Doria. Ao todo, cerca de 85 milhões de doses da vacina contra Covid-19 foram aplicadas desde 17 de janeiro do ano passado.


Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, dispararam os casos suspeitos do novo coronavírus. Em novembro de 2021 foram 56.220 registros. Já o mês passado teve 133.501 suspeitas do novo coronavírus nas unidades da rede municipal, um aumento de 137,6%,

Continue lendo