Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Em Londrina

Assassinatos marcam a virada do ano

Redação - Folha de Londrina
01 jan 2004 às 18:51
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O ano de 2004 começou bastante violento em várias regiões do Paraná. Somente na região metropolitana de Londrina foram registrados sete homicídios entre a noite de quarta e quinta-feira. Na região Oeste do Estado, foram três assassinatos, e na região metropolitana de Curitiba foram computadas outras três mortes violentas.

O recorde de assassinatos (192) registrado no ano passado em Londrina poderá ser ultrapassado se a média desta quinta-feira for mantida no decorrer do ano. Das quatro vítimas, três tinham menos de 25 anos e a outra não teve a idade confirmada. O primeiro homicídio ocorreu poucos minutos depois da virada do ano, no Conjunto Hernani Moura Lima (Zona Leste). Segundo a Polícia Militar, o corpo de Claudinei Campos, idade não confirmada, foi encontrado com uma perfuração na cabeça ocasionada por um tiro.

Pouco depois, por volta da 1h30, Edivaldo Antônio Cirino da Silva, 23 anos, foi morto com um tiro na nuca quando participava de uma festa de Réveillon, na Rua Manoel Oliveira Branco, Vila Marízia (Região Central). As testemunhas do crime apontaram um morador do bairro de nome Gilmar, como o responsável pelo disparo. Policiais foram até a residência do suspeito, mas não o encontraram.

Ainda durante a madrugada, no Conjunto Cafezal (Zona Sul), o adolescente Gilson Cândido de Almeida, 16 anos, foi esfaqueado durante uma briga quando participava de um baile. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Segundo o delegado de plantão Valdir Fernandes, o confronto ocorreu porque a vítima estaria com a ex-namorada de Diógenes Guerra Esteves, 23 anos. Após discutirem, Esteves teria ido até sua casa para pegar uma faca. Ao retornar ao baile, conforme o delegado, teria esfaqueado o abdomên de Gilson.

Fernandes afirmou que o suspeito fugiu após o crime, mas foi preso na manhã de hoje, na casa de um amigo. De acordo com o delegado, amigos da vítima teriam tentado linchar o suspeito porém a Polícia Militar conseguiu impedir. Esteves foi encaminhado ao 2º Distrito Policial.

O quarto homicídio ocorreu por volta das 13 horas, no Parque das Indústrias (Zona Sul). O jovem Alessandro Negretti, 18 anos, estava na casa de amigos, na Rua Crisântemo, quando duas pessoas se aproximaram e desferiram vários disparos. Pelo menos três atingiram a vítima que teria tentado buscar abrigo, mas morreu no meio da rua.

Cadastre-se em nossa newsletter

Algumas casas ficaram marcadas pelos disparos. Um policial militar, que estava de folga, chegou a perseguir os dois suspeitos - que fugiram a pé - mas não conseguiu detê-los.

Uma grande quantidade de pessoas se aproximou do local, mas poucos deram informações importantes para solucionar o crime. Valdir Fernandes disse que a vítima tinha passagens pela polícia por roubo e furto. O delegado acredita que o crime possa ter relação com o tráfico de drogas. A família não quis se pronunciar sobre o homicídio.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade