Pesquisar

Canais

Serviços

Rafael Machado - Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Abaixo do esperado

Com reposição salarial de 3%, policiais militares protestam no calçadão de Londrina

Rafael Machado - Grupo Folha
17 dez 2021 às 17:42
Continua depois da publicidade

Com cartazes e camisetas pretas, policiais militares protestaram na manhã desta sexta-feira (17) no Calçadão de Londrina contra a reposição salarial de 3% para os funcionários públicos estaduais. A proposta foi apresentada pelo governador Ratinho Jr. (PSD) no final de novembro e aprovada nesta semana pela Assembleia Legislativa, aguardando apenas a sanção do Executivo. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Convocado pela Aapomil (Associação de Apoio aos Policiais Militares de Londrina e Região), o ato reuniu cerca de 400 agentes no centro da cidade e aconteceu ao mesmo tempo em outras 15 cidades paranaenses. "Nós queremos uma melhoria nos salários. Estamos há seis anos sem um reajuste correto. A defasagem chega a 35%. Sem sombra de dúvida, a PM tem o pior salário entre os profissionais de segurança pública do Paraná", declarou Raul Babugia, um dos organizadores da manifestação.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Acompanhados de familiares, os policiais trouxeram uma lista de reivindicações. Uma das principais é a regulamentação na jornada de trabalho. Entidades que representam a categoria afirmam que alguns PMs chegam a cumprir até 80 horas semanais. "E isso sem nenhum tipo de banco ou pagamento de hora extra. É desumano. Tem acarretado problemas físicos e psicológicos. Estamos doentes", afirmou. 


Continue lendo na Folha de Londrina.


Continue lendo