Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Policamento comunitário

Grupo de WhatsApp aproxima PM e comunidade e reduz crimes no centro de Londrina

Pedro Marconi - Grupo Folha de Londrina
22 nov 2023 às 18:52
- Pedro Marconi
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Faz três meses que a relação entre a PM (Polícia Militar) e os comerciantes do centro de Londrina ganhou um aliado: a tecnologia. Em agosto, um grupo no WhatsApp foi criado para reunir policiais e lojistas da área central. Hoje são mais de 800 empresários e gerentes que tem acesso direto e instantâneo com o 5° Batalhão.

Mas existem regras para participar. “É um canal de contato informal com a PM. O canal de contato formal é o telefone 190 e o aplicativo 190. Antes de adicionar explicamos como funciona e não pode postar bom dia, boa tarde, vídeos sobre política, religião, futebol. Não é um canal para debate, mas para que comuniquemos à população assuntos importantes sobre segurança”, explicou o tenente-coronel Marcos Tordoro, comandante do 5° Batalhão da Polícia Militar.


Imagem
O que fazer se a empresa não pagar a primeira parcela do 13º salário?
As empresas não podem reclamar das finanças nem usar a crise como desculpa, todos os empregados celetistas devem receber, no máxi


Por meio do grupo os policiais passam orientações, prestam contas sobre a rotina nas ruas e postam sobre abordagens feitas. Em contrapartida, os comerciantes relatam sobre pessoas em atitude suspeita e compartilham câmeras de furtos e roubos. “Conhecemos algumas ‘figuras carimbadas’ do Calçadão, mas não sabemos se estão com intenção de fazer algo de errado. O grupo é bom, porque os comerciantes postam e ficamos mais atentos caso a pessoa passe em frente à loja. Os policiais respondem rápido”, destacou Claudia Amaral, que é gerente de uma loja de móveis e eletrodomésticos.

Os resultados da iniciativa têm repercutido positivamente nos índices de criminalidade. Em outubro, o número de furtos na área do 5º Batalhão diminuiu 24% e o de roubos 46%, se comparado com o mesmo período do ano passado. O centro representa parte expressiva dessas estatísticas.

Cadastre-se em nossa newsletter


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
Grupo de WhatsApp ajuda na interação entre PM e comerciantes do centro
Polícia avalia que maior proximidade e troca de informações têm colaborado na redução dos índices de criminalidade em Londrina
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade