Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade

Polícia indicia sete donos de postos

Da Redação - Folha de Londrina
06 ago 2001 às 19:52
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade
O delegado-operacional da 10ª Subdivisão Policial (SDP) de Londrina, Márcio Vinicius Amaro, ouvirá nesta terça-feira Bruno Santaela, filho do proprietário do Posto Carajás; e o gerente do Posto Tiradentes, Gilson Laudemir Paludeto, como testemunhas de acusação contra os sete donos de postos de combustíveis indiciados por constrangimento ilegal e crime contra a ordem econômica (cartel). Hoje (06/08), o delegado indiciou cinco donos de postos. Na sexta-feira, haviam sido indiciados outros dois.
Segundo o delegado-operacional, Bruno Santaela foi intimado porque registrou boletim de ocorrência, em 10 de maio deste ano, sobre um atentado que teria sofrido ao chegar em casa, no Jardim Araxá (zona oeste). Para o delegado, o atentado pode ter ligação com a situação vivida hoje em Londrina, que tem os preços mais altos do Sul do País.
Os sete posteiros indiciados não prestaram depoimento ao delegado, reservando-se o direito de só falar em juízo. Os nomes e a imagem dos empresários não podem ser divulgados devido a uma petição do advogado Servio Borges da Silva, representante do grupo. O delegado Márcio Amaro disse ontem que deve encaminhar o processo ao Ministério Público (MP).
* Leia mais em reportagem de Telma Elorza na Folha de Londrina/Folha do Paraná desta terça-feira
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade