20/10/20
'Milão Não Para'

Após 1 mês e 4 mil mortos, Milão reconhece erro de campanha contra isolamento

Um mês depois de lançar a campanha "Milano Non Si Ferma" (Milão Não Para), em 27 de fevereiro de 2020, autoridades italianas admitem agora que a estratégia foi um erro.

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


A campanha surgiu em plena pandemia da Covid-19 e viralizou nas redes sociais da Itália principalmente na região de Milão, onde teve, inclusive, o apoio do prefeito local, Giuseppe 'Beppe' Sala.

Ela recomendava que a população não adotasse mais o isolamento social e o confinamento. Também exaltava os "milagres" feitos todos os dias pelos cidadãos de Milão e seus "resultados econômicos importantes".

"Porque, a cada dia, não temos medo. Milão não para", dizia o vídeo.

Agora, o próprio prefeito milanês, Beppe Sala, admite: "Foi um erro. Ninguém ainda havia entendido a virulência do vírus", disse aos jornalistas nesta quinta (26).

A Itália tem mais de 80 mil casos testados positivos para o vírus e mais de 7.000 mortes. Quando a campanha foi lançada, o país contabilizava 12 mortos.

Milão é a província mais atingida, com mais de 32,3 mil casos e 4.474 mortes, segundo balanço desta quinta.
Cláudia Collucci - Folhapress
Continue lendo
Confira!

Saiba quais são os desafios do novo chefe da 10ªSDP de Londrina

20 OUT 2020 às 12h22
Polícia Civil

Novo delegado-chefe de Londrina assume cargo e diz que não tolerará corrupção

20 OUT 2020 às 11h56
Oportunidade

Sine oferta vagas exclusivas para trabalhadores com deficiência em Londrina

20 OUT 2020 às 11h48
Com prescrição

Justiça proíbe portador de Mal de Parkinson de cultivar Cannabis sativa

20 OUT 2020 às 11h27
Calendário da Caixa

Beneficiários do Bolsa Família recebem nesta terça auxílio emergencial

20 OUT 2020 às 11h12
Faz uma

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 29 milhões nesta terça-feira

20 OUT 2020 às 11h07
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados