Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Segurança

Governo do RJ pede a Lula atuação das Forças Armadas

Redação Bonde
11 abr 2007 às 12:19
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que recebeu na manhã desta terça-feira (11) um ofício do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, pedindo a atuação das Forças Armadas no estado. Lula disse que vai se reunir amanhã (12) com o ministro da Defesa, Waldir Pires, e com os comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica para definir a forma de atuação das tropas.

"Depois, os ministros da Justiça (Tarso Genro) e da Defesa (Waldir Pires) vão ter que vir ao Rio conversar não só com o governador, mas também com o secretário de Segurança Pública do Estado (José Mariano Beltrami) para que a gente mapeie os lugares importantes para que haja essa ocupação. Tudo isso para que atuação das Forças Armadas não entre em choque com as ações das polícias Civil e Militar", explicou Lula. As informações são da Agência Brasil.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


O presidente não quis dar mais detalhes sobre a quantidade de homens que seriam enviados ao Rio e o tempo de permanência deles no estado. Ele disse que o governador Sérgio Cabral está mais capacitado para definir as necessidades da segurança pública no estado.

Leia mais:

Imagem de destaque
Competição de gigantes

Google tenta superar 'humanidade' de novo ChatGPT com assistentes de IA que erram menos

Imagem de destaque
Em junho

Filhos de Maradona entram com processo para impedir leilão da Bola de Ouro do pai

Imagem de destaque
Descobertas de anticorpos

Após morte do pai por Covid, cientista brasileira em Harvard busca novos antivirais

Imagem de destaque
Mudança de estereótipo

'Dirija como uma mulher'; França lança campanha para reduzir mortes no trânsito

Lula chegou de helicóptero ao estádio do Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro, acompanhado dos ministros da Justiça, Tarso Genro, e do Esporte, Orlando Silva, e do governador Sérgio Cabral Filho. Eles participam da cerimônia de formatura de guias cívicos que vão atuar de forma voluntária nos Jogos Pan-Americanos, em julho, no Rio de Janeiro. Dos 10,5 mil que devem atuar durante a competição, cerca de metade se formou hoje, segundo o Ministério da Justiça, que coordena o curso.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade