Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Twitter
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Saiba mais

Chuvas causam desabamentos em Curitiba e alagam ruas no litoral do Paraná

Andréia Martins - Folhapress
06 jan 2022 às 09:49
Continua depois da publicidade

A capital do Paraná viveu uma noite de caos devido à forte chuva que atingiu a cidade nesta quarta-feira (5). Cidades do litoral do estado também sofreram com a tempestade.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Curitiba teve rajadas de vento de 29,9 km/h registradas pelo Simepar e precipitação acumulada de 74,4 mm registrados na estação pluviométrica do Cemadem (Vista Alegre). De acordo com o boletim da Defesa Civil do município, as pancadas de chuva formaram diversos pontos de alagamento e provocaram três situações de desabamentos.


No bairro do Bigorrilho, a parede do subsolo de um prédio residencial desabou. No Santa Cândida, houve desabamento do muro de um condomínio. Uma equipe da Cosedi (Coordenadoria de Segurança de Edificações e Imóveis) foi deslocada para avaliação emergencial da estrutura nos dois casos. Ainda no bairro Batel foi registrada a queda de parte do telhado de um restaurante.


Entre os locais com alagamentos, os registros aconteceram na região da Praça Osório (rua Visconde de Nacar e Avenida Vicente Machado), da Rodoferroviária (ala estadual) e nas proximidades da trincheira da rua General Mário Tourinho.

Continua depois da publicidade


Também houve registro de alagamentos nas ruas Adinar dos Santos Ribeiro (Fazendinha, o vídeo abaixo), José João Ferreira de Lima e Fausto Scorsim (CIC), Dionísio Ribeiro Baptista (Novo Mundo) e Guilherme Ihlenfeldt (Bacacheri).


A Central 156 de Atendimento ao Cidadão registrou dez solicitações de quedas de árvore e galhos grandes em via pública. Em Santa Felicidade, a Guarda Municipal forneceu lona emergencial para uma residência. Não há registro de pessoas que precisaram deixar suas casas (desabrigadas ou desalojadas) na capital.


A prefeitura informou que "a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba continua monitorando as situações para eventual intervenção e acionamento dos órgãos competentes".


No litoral, carros ficaram debaixo da água em cidades como Caiobá e Matinhos e foram registrados vários pontos de alagamento em Guaratuba, Pontal do Paraná e Paranaguá. O número total de pessoas atingidas ainda não foi divulgado.


Segundo o Corpo de Bombeiros do Paraná, foram atendidas 127 pessoas em 30 ocorrências no litoral. Na maioria, moradores precisaram ser retirados de suas casas. Em Matinhos, a prefeitura está realocando desabrigados na Arena Vicente Gurski.


A previsão para esta quinta (6), segundo a Climatempo, é de tempo muito chuvoso e com alerta para transtornos no litoral do Paraná. O dia deve ter muitas nuvens, pancadas de chuva com raios e alguns períodos com sol. Muitas destas pancadas podem ser de moderadas a fortes e há potencial para alagamentos nos centros urbanos.


Há alerta de perigo para temporal com chuva volumosa no litoral do Paraná e para chuva de moderada a forte, com raios e rajadas de vento, nas regiões centro, leste, norte e noroeste do Paraná.


Na quarta, a Marinha do Brasil, por meio do CHM (Centro de Hidrografia da Marinha), havia alertado para passagem de uma frente fria sobre o oceano que poderia provocar ventos de direção Sudoeste a Sudeste, com intensidade de até 61 km/h na faixa litorânea entre os estados de Santa Catarina e do Paraná. O alerta é válido até a noite desta quinta.


Continue lendo