03/03/21
PUBLICIDADE
Ano de secas

Nove cidades do Paraná entram em rodízio de água

Divulgação/Sanepar
Divulgação/<a href='/tags/sanepar/' rel='noreferrer' target='_blank'>Sanepar</a> - Em Capanema, o Rio Siemens praticamente secou
Em Capanema, o Rio Siemens praticamente secou


A redução na vazão nos mananciais de abastecimento, provocada pela severa estiagem que atinge o Paraná, levou a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) a implantar o rodízio no abastecimento de água a partir da próxima segunda-feira (30) em três cidades da região Oeste e seis da região Sudoeste. "A medida é necessária e será aplicada para garantir que todas as áreas das cidades recebam água”, explica a gerente-geral Sudoeste da Sanepar, Rita Camana.


Em agosto o Paraná passou a integrar o Monitor da Seca, criado devido à estiagem severa do Nordeste do País em 2012. Dados do observatório mostram que 62% do território paranaense estão afetados pela seca. As chuvas previstas devem vir em volume pequeno, não vão resolver o déficit hídrico e não trarão alívio para o abastecimento e nem para a lavoura, que também sofre com a seca prolongada.

Leia no Bonde: Londrina vive ano mais seco de sua história

Na região Sudoeste, entram na programação do rodízio os sistemas de abastecimento de Capanema, Planalto, Salgado Filho, Pranchita, Dois Vizinhos e Nova Prata do Iguaçu. Os rios perderam de 70% a 90% no volume de água, como é o caso do Rio Siemens, que abastece Capanema e Planalto, o Rio Jirau Alto, que fornece água para Dois Vizinhos, e o Rio Tamanduá, em Salgado Filho, que praticamente secou.

Cascavel, Medianeira e Três Barras do Paraná são as cidades do Oeste que passam a ter o fornecimento de água de forma alternada. As vazões dos rios Cascavel, Peroba, Saltinho e São José, em Cascavel, estão com redução de mais de 50% no volume de água.

O Rio Alegria, em Medianeira, voltou a perder vazão acima de 40%. E o Trigolândia, que abastece Três Barras do Paraná, teve queda acentuada, chegando a reduzir 90% no seu volume.

A programação do rodízio de cada sistema será divulgada individualmente, com os dias e horários de fechamento para cada setor das cidades.

Uso racional

Agora, mais do que nunca, o uso da água deve ser prioritário para alimentação e higiene pessoal. A limpeza dos ambientes, tão necessária neste momento de pandemia, deve ser feita com balde e pano.

O uso da mangueira para qualquer atividade deve ser abandonado. A lavagem da roupa precisa ser feita de forma cumulativa para evitar desperdícios. E a água descartada desta lavagem e do enxágue das roupas pode ser aproveitada nas descargas e limpezas dos ambientes.

"Esse é o momento de todos darem sua parcela de contribuição e ajudarem as cidades a passarem por essa crise hídrica com o menor impacto possível no abastecimento”, alerta Rita.
Redação Bonde com AEN-PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Aumento constante

Gasolina tem aumento de 9,7% e chega a R$ 5,49 nos postos de Londrina

02 MAR 2021 às 17h49
Suspensão do Decreto Estadual

Contrários ao lockdown, comerciantes protestam em frente ao Centro Cívico de Londrina

02 MAR 2021 às 16h17
Na PR-445

Caminhoneiros e motoristas de aplicativos protestam em Londrina contra alta dos combustíveis

02 MAR 2021 às 16h15
Adaptações do setor

5 dicas essenciais para proteger a saúde do seu negócio durante a pandemia

02 MAR 2021 às 16h07
todas escolaridades

Secretaria do Trabalho oferta vagas para mais de 80 funções em Londrina

02 MAR 2021 às 14h47
Decreto estadual 6.983/2021

Confira como funciona o atendimento da prefeitura de Londrina com o novo decreto

02 MAR 2021 às 14h45
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados