18/01/21
PUBLICIDADE
Veja os dados

Londrina vive ano mais seco de sua história, apresenta agrometeorologista

Marcos Zanutto/Arquivo Folha
Marcos Zanutto/Arquivo Folha


Com os índices de chuva muito abaixo das médias históricas, Londrina vive o ano mais seco de todos. Segundo os registros do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), até o final do mês de outubro, havia chovido 750 mm na região. O recorde de ano mais seco foi registrado em 1984, quando até o final do 10º mês, o acumulado da cidade era de 884 mm.


Em outubro de 2020, as precipitações ficaram em 40% do esperado: foram 61 mm de chuva, quando a média registrada no instituto é de 152 mm.

Há uma tendência decrescente na quantidade de chuvas. Como se observa a partir do gráfico abaixo, confeccionado pela pesquisadora e agrometeorologista Heverly Morais, do Iapar, a partir de dados do Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná) e do IDR/PR (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná), em 2019 as chuvas já estavam aquém do esperado, tendência que apenas se agravou em 2020:

Heverly Morais/Iapar
Heverly Morais/<a href='/tags/iapar/' rel='noreferrer' target='_blank'>Iapar</a>


Vale ressaltar que a estiagem não é uma exclusividade da região de Londrina. Como noticiado pelo Bonde, todo o Paraná está atravessando um período bastante seco, com escassez de chuvas.

Segundo a agrometeorologista, "é difícil ter apenas uma explicação, porque há uma conjunção de fatores acontecendo ao mesmo tempo". Todavia, nos últimos anos o Paraná tem sofrido a influência dos fenômenos El Niño e La Niña, alternados com períodos de neutralidade. Tais variações são responsáveis tanto por chuvas abaixo da média quanto por precipitações concentradas em um curto período de tempo - como aconteceu em agosto deste ano, que concentrou todas as chuvas do mês em seis dias seguidos.

A tendência é de que a seca continue até o término do La Niña, previsto para março de 2021, se estendendo durante todo o verão. Contudo, Heverly alerta que "os fatores climáticos se alteram a todo momento, porque a atmosfera é dinâmica". A previsão, assim, é sempre uma tendência que pode se alterar em virtude dos fatores climáticos, que estão em constante mudança.

*Sob supervisão de Fernanda Circhia.
Isabella Alonso Panho* - estagiária
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Obituário

Falecimentos dos dias 17 e 18 de janeiro de 2021 em Londrina e região

18 JAN 2021 às 07h22
Quatro fases

Prefeitura de Londrina divulga Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19

17 JAN 2021 às 21h58
Primeira vacinada!

Enfermeira de São Paulo é a primeira a receber a vacina contra a covid no Brasil

17 JAN 2021 às 16h23
Coronavac e Oxford

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra a Covid-19

17 JAN 2021 às 15h53
Eficácia

Área técnica da Anvisa recomenda aprovação da Coronavac

17 JAN 2021 às 13h09
Obituário

Lista de falecimentos dos dias 16 e 17 em Londrina e região

17 JAN 2021 às 10h55
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados