Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Em Curitiba

Polícia investiga ameaças ao movimento LGBT

Redação Bonde com Sesp-PR
26 out 2012 às 12:33
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Polícia Civil do Paraná informou que vai investigar os casos de ameaças de morte que teriam sido recebidas por ativistas ligados ao movimento de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT). Na última quarta-feira (24), o presidente da ABGLT, Toni Reis, informou à reportagem do Portal Bonde que 15 pessoas já teriam sofrido intimidações.

De acordo com as informações iniciais que chegaram até a polícia, as ameaças partiram de telefones públicos do Paraná e foram enviadas também por e-mails.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) vai concentrar o recebimento de denúncias e estará a frente das investigações. A determinação partiu de reunião realizada ainda na quarta-feira (24), entre o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Francisco José Batista da Costa, e representantes do movimento LGBT.

Leia mais:

Imagem de destaque
17.958 vagas no Paraná

Agências do Trabalhador do Paraná têm 1.759 vagas disponíveis em Londrina e região

Imagem de destaque
Maringá-Londrina

Vinicius, do BBB 24, sofre acidente e ajuda a tirar vítimas das ferragens na PR-444 em Arapongas

Imagem de destaque
Evento aconteceu no Paraná

Workshop estrutura diretrizes para integração entre agricultura e abelhas

Imagem de destaque
Durante uma chuva torrencial

Motorista de caminhonete morre após colisão com ônibus na PR-444, em Arapongas

"Em hipótese alguma o Estado deixará que prospere qualquer tipo de homofobia. Estamos aguardando a presença das vítimas para que nos relatem o ocorrido e apresentem eventuais boletins de ocorrência que já tenham sido feitos", afirmou o delegado responsável pelas investigações, Hamilton da Paz.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade