Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Em Curitiba

Produtores de mel debatem perspectivas de mercado

Heloísa Prado - Bonde
24 nov 2006 às 18:29
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Encontro Paranaense de Apicultura, promovido pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, reuniu nesta sexta-feira mais de 200 participantes no auditório da Emater, em Curitiba. Temas como desenvolvimento da apicultura, importância da africanização e melhoria das abelhas africanizadas em propriedade e produção orgânica certificada concentraram a atenção da platéia durante toda a manhã.

Além dos produtores, em sua maioria, participaram também professores, técnicos e estudantes. A tarde foi reservada para apresentação da conjuntura apícola e o novo modelo de gestão da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), às boas práticas apícolas que detalhou o manejo, doenças e inimigos naturais; alimentação das abelhas e flora apícola. A última apresentação do dia debateu a importância de agregar valor aos produtos apícolas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


A programação foi desenvolvida pelo Departamento de Economia Rural, Emater, Associações Apícolas do Paraná, Conselho Regional de Medicina Veterinária, Universidades Federal e Estadual do Oeste do Paraná, Universidade Estadual de Maringá e Confederação Brasileira de Apicultura, com apoio de empresas paranaenses do setor.

Leia mais:

Imagem de destaque
Procedimento Estético

Projeto de lei pretende obrigar supervisão médica para 'peeling de fenol' no Paraná

Imagem de destaque
Nova estação

Inverno começa ensolarado, com altas temperaturas e sem chuvas no Norte do Paraná

Imagem de destaque
Confira os dados!

Ações integradas reduzem número de crimes em propriedades rurais do Paraná

Imagem de destaque
Fique atento!

Cambé emite alerta sobre golpe usando o nome da Vigilância Sanitária

A produção de mel do Paraná é de 5 mil toneladas, a segunda maior do País, antecedida pelo Rio Grande do Sul. No entanto, a oferta estadual aparece em sexto lugar entre os Estados brasileiros exportadores havendo, portanto, boa margem de crescimento. Por tratar-se de uma atividade típica de pequenas propriedades, distribuídas em todo o Estado, o encontro proporcionou a oportunidade para a integração entre os produtores, e o debate das questões técnicas que envolvem o setor em todo país.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade