Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Cascavel

Professora é afastada após postar fotos de aula de educação sexual a crianças

Larissa Ayumi Sato
Reportagem Local
05 nov 2018 às 17:39
- Reprodução/Facebook
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade


Uma professora de uma escola municipal de Cascavel, Oeste do Estado, foi afastada após ministrar uma aula de educação sexual para crianças de 9 e 10 anos e publicar fotos nas redes sociais.

A publicação das imagens ocorreu na semana passada. As fotografias mostram os alunos manuseando próteses de órgãos sexuais, e causaram muita polêmica na internet.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A secretária municipal de Educação de Cascavel, Marcia Aparecida Baldini, relatou que a professora deu uma aula sobre DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e métodos contraceptivos. "Considerando o currículo da Secretaria de Educação, nessa faixa etária, até o quinto ano do Ensino Fundamental, está previsto trabalhar apenas as informações básicas – seria trabalhar apenas uma noção, mostrar uma imagem – e não o aprofundamento do assunto", diz. "Esse tipo de experiência pertenceria a outras séries, com 12, 13 anos, pois o currículo é progressivo. No município, onde está prevista a noção básica, não caberia esse trabalho".

Leia mais:

Imagem de destaque
PR-090

Ponte entre Porecatu e Alvorada do Sul será interditada para obras na próxima segunda-feira (26)

Imagem de destaque
Colisão

Trecho de ferrovia em Rolândia deve ser liberado ainda nesta segunda-feira

Imagem de destaque
UEPG

Museu prepara acervo de fotos para exposição sobre o Norte Pioneiro

Imagem de destaque
Atendimento remoto

Com E-Fórum, Paraná terá novos espaços para atendimentos do Judiciário


Ainda de acordo com a secretária, a professora foi afastada preventivamente por 30 dias. "Até mesmo porque houve muita repercussão, e bastante manifestação. Teve gente ameaçando, querendo linchá-la. Foi uma medida paliativa para que o processo ocorra com tranquilidade", afirma. "Foram realizados os encaminhamentos pedagógicos e administrativos cabíveis. Também foi instaurado um processo administrativo para apurar o envolvimento e os culpados pela exposição de crianças", informa.

O MP (Ministério Público) e o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente também solicitaram documentos, já encaminhados pela secretaria.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade