Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Abuso de poder

Policiais militares são autuados por agredir dentista

Redação Bonde
15 mar 2007 às 17:48
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Quatro soldados do 17.º Batalhão da Polícia Militar foram autuados em flagrante, na noite de quarta-feira (14), por agressão e lesão corporal a um dentista, durante abordagem realizada em Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com o comandante do batalhão, tenente-coronel Marcos Teodoro Scheremeta, os quatro foram recolhidos ao quartel e ouvidos para que pudessem ser autuados em flagrante, de acordo com o Código Penal Militar.

De acordo com a PM, a vítima é um dentista de Almirante Tamandaré e foi abordado pelos policiais quando ia para casa com sua mãe. Três policiais que faziam patrulhamento deram ordens para que ele parasse o carro para a abordagem. O dentista teria se recusado a ser revistado e foi ameaçado de prisão por desacato. Os três policiais então pediram apoio a outra viatura pelo rádio, que chegou ao local com outros dois policiais. Foi neste momento que o dentista começou a ser agredido pelos PMs levando inclusive uma coronhada na cabeça.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Assim que soube da denúncia, o comandante da 5.ª Companhia do 17.º Batalhão da PM foi ao local da abordagem e determinou que fosse feito o flagrante. "Os policiais alegam que o cidadão se negou a ser revistado e que seria preso por desacato, mas espancar o dentista é no mínimo um absurdo. Não vamos aceitar este tipo de conduta", disse o comandante. Dos cinco policiais que estavam na abordagem, um soldado, segundo a própria vítima, não se envolveu.

Leia mais:

Imagem de destaque
Fiscalização

Operação Lei Seca em Londrina aplica 26 autos de infração e recolhe 7 veículos

Imagem de destaque
Cão Airon achou

Homem é preso com 21,650 kg de maconha em ônibus em Rolândia

Imagem de destaque
Estilo 'jogo do tigrinho'

Mulher envolvida na exploração de jogos de azar online é presa em Arapongas

Imagem de destaque
Arma tinha registro

Ladrão invade loja de celular para roubar e dono reage com 5 tiros no Paraná

O crime de lesão corporal tem pena prevista entre 3 meses e um ano de detenção e de acordo com a legislação penal militar eles responderão ao inquérito e também à ação penal. Na Justiça comum, os crimes com pena inferior a dois anos são punidos com um Termo Circunstanciado, o que geraria apenas multa ou pena alternativa.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade