Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Reside em Apucarana

8/1: Moraes afirma que caso de paranaense condenado a 17 anos é o 'mais grave'

Reportagem local
14 set 2023 às 20:41
- Marcelo Camargo/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Entre os três réus condenados pelo STF nesta quinta-feira por participarem dos ataques antidemocráticos às sedes dos Três Poderes, dia 8 de janeiro, em Brasília, está o paranaense Matheus Lima de Carvalho Lázaro, 24 anos, que pegou pena de 17 anos de prisão, sendo 15 em regime fechado. Ele reside em Apucarana (Vale do Ivaí) e disse à polícia trabalhar como entregador. Segundo publicou o jornal O Globo, ele afirmou em juízo que foi à Esplanada dos Ministérios com dois amigos que estavam no quarte-geral da capital federal, mas que entrou nos prédios públicos depois que ambos já os haviam invadido.


Preso desde 9 de janeiro em Brasília, Lázaro admitiu ter registrado em seu celular vídeos da depredação ao Palácio do Planalto, STF e Congresso Nacional, mas alegou que não participou dos atos de vandalismo. No entanto, segundo consta nas investigações da Polícia Civil do Distrito Federal, ele enviou áudios à esposa grávida em que disse que os manifestantes deveriam "quebrar tudo" porque só assim o Exército poderia "entrar e tomar o poder".

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ainda conforme O Globo, Lázaro deixou a Praça dos Três Poderes após a chegada das autoridades, mas foi preso no entorno do Estádio Mané Garrincha. A polícia afirmou que ele portava uma faca, uma jaqueta militar e uma camiseta da seleção brasileira.

Leia mais:

Imagem de destaque
Reajuste de 3,82%

Salário dos próximos vereadores em Londrina deve chegar a R$ 15,6 mil

Imagem de destaque
Indicado por Lula

Flávio Dino toma posse como ministro do STF nesta quinta-feira

Imagem de destaque
'não é um político tradicional'

Haddad afirma que fala de Lula sobre Gaza foi grito de socorro

Imagem de destaque
Manifestação na Av. Paulista

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista


Na sentença, o ministro Alexandre de Moraes disse que o caso de Lázaro é "ainda mais grave" por ele ter sido soldado por um ano em Apucarana e que, portanto, "sabia o que estava fazendo quando pediu intervenção militar." Ele foi condenador por cinco crimes: associação criminosa armada, dano qualificado, deterioração de patrimônio tombado, tentativa de golpe de Estado e tentativa de abolir o Estado Democrático de Direito.


O outro paranaense réu na primeira leva de julgamentos do STF é Moacir José dos Santos, 52 anos, que se diz autônomo de Cascavel (Oeste). Seu caso será analisado na próxima semana.


Imagem
STF forma maioria para condenar segundo réu julgado pelo 8/1
Os ministros STF (Supremo Tribunal Federal) formaram maioria para condenar em 14 anos de prisão o segundo réu julgado por participar dos ataques de 8 de janeiro, nesta quinta-feira (14).
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade