Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Pesquisa CNI/Ibope

Avaliação positiva do governo Dilma sobe para 59%

Agência Estado
29 jun 2012 às 13:39
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O governo da presidente Dilma Rousseff é considerado "ótimo" ou "bom" por 59% dos brasileiros, indica pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sexta-feira, 29. De acordo com o instituto, este é o maior percentual desde o início do governo.


O resultado supera o obtido na última sondagem, divulgada em abril, quando os critérios foram mencionados por 56% dos entrevistados. Segundo o instituti, o índice atual é reflexo das medidas econômicas adotadas pelo governo. Para 32%, o governo é "regular", contra 34% na sondagem anterior, e 8% o classificam como "péssimo" ou "ruim", índice igual ao apresentado em abril.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Já a aprovação pessoal da presidente permaneceu em 77%. Entre as famílias com maior renda, o índice chega a 84%. Em abril, o resultado geral já era recorde para a avaliação pessoal de Dilma entre as cinco sondagens realizadas desde que chegou à Presidência da República. O índice foi superior ao alcançado pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva para idêntico período no cargo. Em abril, a confiança dos brasileiros na presidente também oscilou: saltou de 68% para 72%.

Leia mais:

Imagem de destaque
Tentativa de homicídio

Lula diz que violência é abominável, mas Trump vai tentar tirar proveito de atentado

Imagem de destaque
Transparência

Tribunal de Justiça rejeita pedido para omitir gratificações pagas a juízes do Paraná

Imagem de destaque
Redes sociais

Lula diz que big techs lucram com disseminação do ódio e que vai retomar debate sobre regulação

Imagem de destaque
Entenda

Alta de tributo para compensar desoneração continua na mesa, diz Padilha após resistência do Senado


As áreas do governo melhor avaliadas foram combate à fome e à pobreza e meio ambiente. As piores avaliações ficaram com saúde e impostos. A desaprovação das políticas para educação aumento de 47% para 54%. Já a aprovação da política de juros do governo subiu de 33% para 49%. Nesta sondagem, as notícias mais lembradas pela população foram sobre corrupção e medidas econômicas do governo.


Os resultados são semelhantes aos da última pesquisa. Em abril, as aprovações além das aprovações aos programas de combate à fome e meio ambiente, o combate ao desemprego foi mencionado. As desaprovações também ficaram com a saúde, impostos e segurança pública.

A pesquisa divulgada nesta sexta foi realizada com 2.002 entrevistados entre os dias 16 e 19 de junho em 141 municípios. O levantamento tem margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade