Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Em Londrina

Câmara planeja projeto polêmico sobre gripe A

Redação Bonde
25 jun 2009 às 21:17
- Arquivo/Bonde
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O prefeito Barbosa Neto (PDT) ou o secretário de saúde, Agajan der Bedrossian, poderão impedir, por meio de ato administrativo, aglomerações de pessoas a fim de evitar propagação do vírus influenza A (H1N1 e que provoca forte gripe, popularmente chamada de gripe suína). A proposta é estudava pela Câmara Municipal.

O texto do projeto está sendo elaborado e deve ser apresentado até o final da próxima semana, já com regime de urgência. "O prefeito e o secretário de saúde vão ter poder para fechar escolas, interromper as aulas do município, estado, faculdade, universidade, escolas particulares, aglomerações, missas, cultos evangélicos, feiras, peças teatrais, cinema, shopping center. A notícia que chega para a gente é alarmante e deixa a gente preocupado. A UEL suspendeu as aulas por isso. Temos que dar munição e armamento para o secretário e para o prefeito.", comentou o líder do Executivo, vereador Joel Garcia (PDT).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


"O projeto de lei é um pouco mais extenso. Permite que escolas e outros equipamentos (municipal, estadual ou federal) possam ser disponibilizados, transformados emergencialmente, em hospitais ou clínicas. O secretário ou o prefeito estariam autorizados para transferir funcionários de secretarias ou empresas mistas à secretaria de saúde", explicou Garcia.

Leia mais:

Imagem de destaque
Relações internacionais

De Lula 1 a Lula 3, Brasil busca cavar espaço global em tensão com os EUA

Imagem de destaque
Quarta-feira

Julgamento em Londrina que pode cassar Mara Boca Aberta será dia 29

Imagem de destaque
R$ 30 mil

TSE multa Flávio, Zambelli e outros bolsonaristas por associar Lula a satanismo

Imagem de destaque
Segurança pública

Câmara aprova PL que reajusta salários e prevê alta de 27% a delegados da PF


Tal medida já existe em outros municípios brasileiros.

Nesta semana, a filha de uma assessora parlamentar foi colocada em quarentena por ter tido contato com pessoa infectada.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade