25/10/20
PUBLICIDADE
Entenda

Prefeitura entra com recurso para tirar Londrina da 'quarentena de Ratinho'

Em transmissão ao vivo no Facebook da Prefeitura de Londrina na tarde desta quarta-feira (1º), Marcelo Belinati anunciou que a prefeitura entrou com um recurso administrativo contra o decreto estadual nº 4942 divulgado pelo governador Ratinho Junior na terça-feira (30).

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook


"Nós protocolamos esse recurso junto às autoridades sanitárias visando conhecer o que fundamentou a determinação do decreto para Londrina quando em comparação com outros municípios, a cidade apresenta indicadores muito melhores. Pedimos para que reavaliem essa situação para que a gente possa dar a clareza necessária ao povo de Londrina. Peço que olhem com muito carinho", afirmou o prefeito.

Para Belinati, o momento de um novo fechamento ainda não chegou. "E se fosse necessário fechar tudo de novo para salvar vidas, nós fecharíamos de novo. Mas caso não revisem a decisão, nós vamos respeitar a determinação e a cidade acatará a partir de domingo, com exceção das feiras, para que todos possam se organizar antes de fechar", explicou.

De acordo com o prefeito, a equipe técnica analisou dados epidemiológicos, científicos e médicos tanto sobre Londrina e cidades da região, como outros municípios que não estão incluídos no decreto estadual. "Fomos uma das primeiras cidades do Brasil e do mundo a adotar o uso obrigatório de máscara e outras medidas de prevenção. Logo no início já fizemos uma quarentena severa que nos permitiu organizar o sistema de saúde da cidade. Queremos entender porquê aqui temos que fechar, mas outros lugares com indicadores piores permanecerão abertos", ressaltou.

Segundo avaliou Belinati, a taxa de ocupação de leitos de UTI atualmente em Londrina é de 44%. "Em Cascavel, é 88,8%, Curitiba está com 78%, e Maringá, que não foi incluída no decreto estadual, está com 57,8%. Nossa cidade está com a taxa menor e foi incluída. Nós queremos saber o porquê", declarou.

Antes do prefeito realizar a live com seu pronunciamento, o Governo do Estado emitiu uma nota afirmando que o decreto nº 4942/2020 tem por objetivo adotar medidas que contenham o aumento acelerado de casos de Covid-19 nas regiões mais afetadas e, assim, assegurar as condições necessárias para que o sistema de Saúde proteja e atenda a população da melhor maneira possível.

"O Governo do Paraná respeita os decretos municipais (conforme decisão do STF, que confirma a autonomia dos municípios nas decisões referentes à pandemia), mas alerta que os municípios que aplicarem medidas diferentes daquelas descritas no decreto estadual devem assumir as suas respectivas responsabilidades por um eventual colapso no sistema de Saúde."
Redação Bonde
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
2º nome barrado em Londrina

Barbosa Neto tem candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral

25 OUT 2020 às 19h26
Filtro do voto

Plataforma ajuda a escolher e acompanhar vereadores

25 OUT 2020 às 17h36
UFPR

Pesquisa investiga transmissão de covid-19 entre homens e animais

25 OUT 2020 às 13h31
Obituário

Falecimentos dos dias 24 e 25 de outubro em Londrina e região

25 OUT 2020 às 11h46
Participantes reagem

Policia Militar encerra festa clandestina na Bratac

25 OUT 2020 às 09h20
Em Campo Mourão

Homem é flagrado com esmeraldas sem documentação na BR-369

24 OUT 2020 às 15h25
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados